Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Música

Taylor Swift enfrentará processo sobre direitos autorais de 'Shake It Off'

Caso foi rejeitado em 2018, mas compositores recorreram da decisão

Taylor Swift durante evento em Nova York - Angela Weiss-12.nov.2021/AFP
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Lisa Richwine
Los Angeles
Reuters

A estrela do pop Taylor Swift vai enfrentar um processo de compositores que afirmam que a cantora vencedora do Grammy copiou sua letra no single "Shake It Off", de 2014, decidiu um juiz da Califórnia.

Em uma decisão emitida na quinta-feira (9), o juiz Michael W. Fitzgerald recusou pedido de Swift para rejeitar um processo que dizia que ela tirou a letra da canção de 2014 "Playas Gon 'Play", do grupo feminino de R&B 3LW.

Fitzgerald disse que existem "algumas diferenças perceptíveis" entre as canções, mas também "semelhanças objetivas suficientes" para que o caso vá a um julgamento.

"Embora os réus tenham apresentado um forte argumento final para um júri, eles não mostraram que não há questões genuínas de fato que pode ser julgado", escreveu o juiz.

Uma porta-voz de Swift não fez comentários na sexta-feira (10). Em 2017, seus representantes chamaram a alegação dos compositores sobre violação de direitos autorais de "ridícula" e "nada mais do que um roubo de dinheiro".

Em "Shake It Off", Swift canta: "the players gonna play, play, play, play, play, and the haters gonna hate, hate, hate, hate, hate."

"Playas Gon 'Play", escrita por Sean Hall e Nathan Butler, inclui as frases "players, they gonna play, and haters, they gonna hate."

O caso foi rejeitado em 2018, mas a dupla recorreu e o processo foi reaberto.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem