Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Música

Anitta fala sobre parceria com Pedro Sampaio: 'Sou menos teimosa que ele'

Em 'No Chão Novinha', dupla mistura funk com cultura de Belém do Pará

Um homem e uma mulher em um cenário colorido de festa de aparelhagem
Anitta e Pedro Sampaio - Belém do Pará - Vincent Rosenblatt
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

"Eu sou menos teimosa [que ele], embora não pareça", diz Anitta, 28, em relação a sua nova parceria com o cantor Pedro Sampaio, 23. "Eu estou aqui bocejando, porque estava fazendo festa ontem", conta ainda a cantora durante conversa com a imprensa.

Os artistas se uniram para lançar nesta quinta-feira (9) a faixa "No Chão Novinha", que já deixou os fãs animados com a coreografia criada de última hora na Farofa da Gkay. A música traz as batidas do funk e também conta com elementos da cultura de Belém do Pará em seu clipe, que saiu nesta sexta (10) às 12h.

Apesar de os artistas terem discordado em mandar a música inteira para os influenciadores que estavam na festa de Gkay, Sampaio afirma que o evento "veio como a cereja do bolo" para a divulgação. Os cantores dizem que não criaram a música pensando em coreografias para as redes sociais, mas divulgação contou com a ajuda dos tiktokers. "Já está com todo mundo fazendo a coreografia!", completa.

A faixa estava sendo planejada há mais de um ano, e irá integrar o novo álbum ​de Sampaio, que deve sair no primeiro semestre de 2022, segundo o cantor. Anitta explica que teve a ideia de representar as festas de aparelhagem que acontecem em Belém, para trazer a cultura brasileira novamente em seu trabalho.

"E em cada clipe gosto de trazer uma coisa cultural do Brasil. Dessa vez pensei na aparelhagem, na cultura de Belém", conta a cantora em coletiva de imprensa virtual, da qual o F5 participou. No clipe, nomes como Ruivinha de Marte e Leona Vingativa aparecem como convidadas.

"É uma música voltada para o Brasil, mas se tratando de Anitta ela vai para o mundo inteiro", afirma Sampaio. "É um funk global, que comunica com o mundo." Anitta conta que a música foi pensada também por conta de sua carreira internacional, agora que seu público no exterior já está consumindo conteúdos mesmo em português. "Essa música é para o Brasil", comenta a artista.

Sampaio diz que ele e Anitta são muito parecidos na forma de trabalhar. "Sabia que quando fizéssemos um projeto juntos iríamos nos entregar de corpo e alma", diz o artista. No entanto, eles contam que diferem na hora de cuidar da saúde mental devido ao grande número de trabalhos.

"Eu não me preservo. Eu amo fazer o que eu faço, às vezes não dou limite para aquilo, então não tem hora nem dia. Isso acaba que causa uma certa exaustão", conta Sampaio, que pretende tirar uma semana de férias depois do Carnaval.

Já Anitta conta que apesar de já ter tentado várias coisas, o que realmente funcionou foi "trabalhar menos e descansar mais, estar mais em casa, com a família ou até mesmo à toa". Ela diz que após a maratona de trabalhos do final do ano, pretende tirar férias em janeiro.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem