Música

Péricles lança parceria com Liniker, prepara álbum e faz estreia no cinema

Otimista, cantor planeja volta da turnê Pagode do Pericão em 2022

Péricles Bruno Fioravante/Divulgação

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Para quem está com saudade de uma roda de samba e pagode, Péricles, 51, se mostra otimista. Com o avanço da vacinação contra a Covid-19 pelo país, ele diz ter esperança que os shows possam voltar a acontecer no Brasil ainda em 2021.

"Você vê que Nova York já está aberta, e a gente aqui também vai estar em alguns meses, assim que a maior parte da população estiver vacinada", afirma ele, que tomou a primeira dose do imunizante contra o novo coronavírus em maio.

Mesmo ainda sem a certeza das apresentações com a presença do público, os fãs do cantor podem esperar muitas novidades. Péricles afirma que está terminando de definir o repertório de um novo álbum com 17 músicas, a maior parte delas inéditas, que pretende gravar no segundo semestre e lançar até outubro.

Também em 2021 está prevista a estreia dele nos cinemas, no filme "Barraco de Família", protagonizado por Cacau Protásio. Embora Péricles faça uma participação pequena como ele mesmo, o cantor diz que gostou muito da experiência —o filme foi gravado em maio, em São Paulo.

"O clima nas filmagens foi muito gostoso", afirma. Questionado se toparia um projeto maior, para interpretar um personagem, Péricles disse que tem vontade, sim, de se arriscar na atuação. "Só que se aparecer essa chance, eu quero me preparar muito mais", avisa.

No lado musical, além do disco novo, o cantor está envolvido em outras parcerias e projetos como o YouTube Black Voices. Ao lado de Rael, MC Carol e Urias, Péricles foi um dos brasileiros escolhidos para participar da iniciativa internacional da plataforma de vídeos. O objetivo é promover a cultura negra, suas narrativas e a justiça racial por meio de personalidades negras mundiais.

Os artistas receberam recursos e mentorias para produções de conteúdos em seus canais oficiais. Um dos resultados da proposta é o single e o clipe "O Melhor do Mundo", que ele lançou na última quinta-feira (17).

Para dividir os vocais e estrelar com ele o vídeo, Péricles decidiu chamar uma convidada que não é do samba: Linikier, 25, conhecida por suas músicas no gênero soul e black music. "Eu cresci em uma família que ouvia muito samba e pagode. Durante algum tempo, eu me afastei dessa sonoridade por alguns motivos, entre eles o julgamento das pessoas. Quando eu entendi que essa era a minha essência, foi como fazer as pazes com uma parte muito íntima minha", diz ela.

"Participar de uma música com o Péricles, que é um ídolo e faz parte de muitas das minhas lembranças, é como se mais uma peça do quebra-cabeça da minha caminhada se encaixasse", completa.

Segundo Péricles, a proposta de ser embaixador do projeto é justamente mostrar para o mundo vozes de pessoas negras que têm relevância. "A parceria surgiu disso. Eu já conhecia o trabalho dela há algum tempo, e sempre a considerei um talento nato e fora do comum. Queria que muito mais gente pudesse conhecer o som que ela faz." No clipe, Linikier mostra que, além de cantar, ela tem muito samba nos pés.

A composição de "Melhor do Mundo" é de Thiaguinho e Mr. Dan, parceiros de longa data de Péricles. Dentro do projeto YouTube Black Voices, Péricles ainda vai lançar até julho um outro pagode (o nome ainda não foi revelado), e um mini documentário sobre a black music brasileira que será dividido em duas partes.

Para ele, nesse momento em que o mercado do entretenimento e os músicos ainda sofrem por causa das restrições da pandemia, o projeto é "uma centelha de esperança". "Essa iniciativa mostra para as pessoas que é possível realizar e abrir espaço para que outras vozes possam chegar. Tem muita gente boa querendo apenas uma oportunidade", afirma.

APRENDIZADOS DA PANDEMIA

Pouco antes do início da pandemia, no dia 29 de janeiro de 2020, nasceu Maria Helena, primeira filha de Péricles e de sua mulher, Lidiane. Nesse sentido, a parada obrigatória no ritmo de trabalho por causa da quarentena, permitiu que o cantor acompanhasse bem de perto o desenvolvimento da filha.

"A Maria Helena tem muita força, tem muita luz, a presença dela fez com que a gente se unisse ainda mais como família. E a gente viu ela crescer, se desenvolver, vimos os primeiros passos, as primeiras palavras. Todos os dias são intensos e emocionantes com ela", afirma. O cantor diz que ele e a mulher pensam em ter outro filho. "Quem sabe um dia".

Otimista, ele afirma acreditar que o momento difícil pelo qual o Brasil e o mundo vêm passando por causa do novo coronavírus vai resultar em aprendizados, sim. Pelo menos, essa tem sido a experiência pessoal dele. "Aprendi muito, essa pandemia fez com que a gente desse valor às pequenas coisas, valorizasse as relações, a agradecesse por tudo que temos."

Péricles também avalia que o pior já passou. Ele lembra que, no início da pandemia, a sensação era de uma grande incerteza, de não saber quando poderiam voltar aos palcos.

Agora, com a existência da vacinação, já arrisca até fazer planos. O cantor espera o retorno dos shows pelo país ainda neste ano e já projeta para 2022 as apresentações de seu novo álbum, além dos planos de retomar a turnê Pagode do Pericão, iniciada em 2019, e que faz uma releitura de pagodes clássicos dos anos 1990, como "Valeu Demais", do Art Popular; "Cilada", do Molejo; e "Teu Segredo", do Exaltasamba, grupo do qual fez parte até 2012 quando saiu em carreira solo.

"Eu quero dizer para os fãs que, em breve, vamos estar juntos, que esse período vai passar e vai ensinar muita coisa para gente", conclui.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem