Música

Gaby Amarantos diz que 'Xanalá' não é pornográfica, mas trata do prazer feminino de forma poética

'É um clipe para as mulheres sentirem suas xanas representadas', afirma cantora

A cantora Gaby Amarantos

A cantora Gaby Amarantos Rafael Roncato-18.out.2019/Uol

Rio de Janeiro

Gaby Amarantos, 41, quer colocar em pauta o “protagonismo da xana”, mas anda esbarrando no que considera ser "uma estranha hipocrisia em nosso país". Em entrevista ao F5, a cantora diz que o assunto ainda é tabu na sociedade brasileira.

Ela afirma também que nenhuma emissora de TV a convidou para cantar sua mais nova música, "Xanalá", parceria com Duda Beat, 32. Lançada há um mês, a música, cujo clipe faz delicadas referências ao órgão sexual feminino, diz: "Vou te dar xanalá/ Pra gente endoidecer/E fazer tererê/Gostosinho com você”.

"O Brasil precisa desse protagonismo da xana. Falar da raba, mas falar da xana também. Precisamos falar do prazer feminino porque esse assunto ainda é tabu na nossa sociedade. Nenhum programa de TV me chamou para cantar 'Xanalá'. Por quê? Temos que acabar com esse tabu”, diz a cantora paraense.

Amarantos diz acreditar que o fato de a letra conter alguns palavrões pode ter contribuído para que ela não fosse chamada para se apresentar nas telinhas. "A galera do funk também passa por isso. Tem um palavrãozinho na música e eles não chamam.” Ela ressalta: "Essa música não está falando de pornografia."

Gaby Amarantos afirma que a proposta do clipe de "Xanalá", que tem mais de 790 mil visualizações na conta oficial da cantora no YouTube, foi abordar o prazer feminino de forma divertida e poética. "Fizemos um clipe lindo, cheio de bom gosto. Um clipe para as mulheres sentirem suas xanas representadas."

"É uma questão importante levar essa canção cada vez mais longe para que todo mundo possa entender isso. Prazer feminino é importante. A gente gozar é importante”, completa. Animada com a nova música de trabalho, a cantora já vislumbra novos desdobramentos. “Quero que o Brasil seja inundado de Xanalá. Quero um bloco Xanalá no Carnaval." 

No dia 10 de novembro, durante um show em Belém, Gaby se empolgou na hora de remexer as madeixas e acabou caindo no palco. O tombo lhe rendeu um grande machucado e 16 pontos na cabeça, que já foram retirados. "Foi só um susto. Foi muito mais assustador para quem viu do que para mim, que não senti dor nenhuma e me diverti muito”, afirma ela, agradecendo a preocupação dos fãs.

O episódio, segundo a cantora, não a impedirá de manter sua energia em suas apresentações. "Continuo louca, batendo cabelo, e já vou até treinar com as bichas em Nova Iorque. Vou me encontrar com as gays da RuPaul’s. São minhas grandes inspirações."

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem