Música

Mabel, dona do sucesso 'Dont Call Me Up', diz que quer passar mensagem de empoderamento

Britânica de 23 anos inicia nesta segunda (9) uma turnê com Khalid

Cantora britânica Mabel estreou seu 1º álbum em agosto deste ano
Cantora britânica Mabel estreou seu 1º álbum em agosto deste ano - Divulgação/Universal Music
João Victor Marques
São Paulo

​“Gostei do resultado, ficou do jeito que eu queria”. É assim que Mabel, de apenas 23 anos, descreve “High Expectations”, o seu álbum de estreia que demorou mais de três anos para ficar pronto e chegou às plataformas digitais no início de agosto deste ano. 

Jovem, como a maioria de seu público, a britânica diz entender a importância de se passar mensagens positivas e de empoderamento —principalmente para as meninas— com suas canções.

“É maravilhoso dividir minha experiência pessoal —mesmo que pequena— e tudo que eu já vivi para minhas fãs. Estou fazendo o possível e acho que isso é demais”, contou em conversa com o F5, enquanto estava em Washington (Estados Unidos) para divulgação de seu álbum.

Seu talento na música não é de se duvidar. Esperava-se por isso. Filha da cantora Neneh Cherry e do produtor musical Cameron McVey —que trabalhou com artistas como Massive Attack, Portishead—, ela já foi nomeada por duas vezes ao BRIT Awards como Artista Revelação e já atingiu a marca de mais de 1 bilhão de reproduções em singles próprios em plataformas de música na internet.

A bagagem musical da cantora que se diz britânica, mas nasceu na Espanha, vai muito além de sua família. Dona de um primeiro álbum que mistura um pop dançante com capacidade de atingir o topo das paradas musicais —como a faixa “Don’t Call Me Up”— com um soul melancólico que chega derramar lágrimas, Mabel compartilha suas maiores inspirações. “Minha maior inspiração é o R&B e Lauryn Hill e Beyoncé ajudaram a construir o que sou hoje”.

A cantora sairá em turnê com o norte-americano Khalid, 21, a partir desta segunda-feira (9) pela Europa e deve passar por países como Noruega, Dinamarca e Alemanha. “Ele é incrível, muito talentoso. Será um momento incrível para mim, pessoal e profissionalmente”, conta a dona de mais de 122 milhões de visualizações em seu último clipe no YouTube.

No repertório de Mabel, nenhum artista brasileiro entra na lista como aqueles que ela conhece e tem ouvido ultimamente. “Não conheço nenhum, mas não descarto. Vocês devem fazer coisas boas”, chuta. Mas fãs ela sabe que tem: "Eles são incríveis. Eles me amam, mesmo que tão distantes de mim. 

"Definitivamente, iremos o mais cedo que der para o Brasil, quando shows estiverem nos planos. Agora, estamos focados em divulgar meu primeiro álbum. Não conheço nenhum cantor brasileiro, mas adoraria conhecer mais sobre a música brasileira". 

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem