Música

Green Day altera letra da música 'American Idiot' para criticar Donald Trump

Slogan usado pelo presidente em campanha eleitoral foi mencionado na canção

Billie Joe Armstrong, do Green Day, durante show da banda no Rio de Janeiro
Billie Joe Armstrong, do Green Day, durante show da banda no Rio de Janeiro - Tuiki Borges/Divulgação
São Paulo

Enquanto se apresentava no IHeartRadio Festival em Las Vegas nesta sexta (20), a banda Green Day resolveu fazer um ato político. 

O cantor Billie Joe Armstrong, 47, mudou a letra da música “American Idiot,” para provocar o presidente dos EUA, Donald Trump, 73.

No lugar do verso “Não faço parte de uma agenda de rednecks [nome dado ao estereótipo de um homem branco de interior e tradicionalista]", ele cantou “Eu não faço parte da agenda Maga".

"Maga" é a sigla do slogan da campanha eleitoral de Trump, "Make America Great Again" (em português, “Faça a América Grande de Novo”).

“American Idiot” foi originalmente lançada em 2004 como uma crítica ao então presidente George W. Bush, e fala sobre a alienação da sociedade norte-americana.

 
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem