Música

Criadores do rock rural, Sá e Guarabyra regravam canções perdidas e sucessos da carreira

Dupla se apresenta no Sesc Pompeia nos dias 13 e 14

Sá & Guarabyra comemoram 46 anos de carreira
Sá & Guarabyra comemoram 46 anos de carreira - Divulgação

Fabiana Schiavon
São Paulo

Conhecidos por sucessos, como “Espanhola” e “Dona” —essa última também regravada por Roupa Nova, a dupla Sá & Guarabyra relembra seus 46 anos de carreira com show no Sesc Pompeia, na zona oeste de São Paulo. Por seus violões tocados de um jeito mais pesado, foram enquadrados como criadores de um novo gênero, o Rock Rual.

Compositores gravados por dezenas de artistas brasileiros, a dupla de músicos lembra outros momentos de sua trajetória no disco "Cianomo". O álbum tem uma seleção de faixas desde 1972 até canções mais recentes. Sá afirma que o disco faz “pequenos testemunhos e grandes homenagens” como canções dedicadas à Zé Rodrix, que formou um trio com os dois músicos por alguns anos e morreu em 2009.

“Todo artista tem vários arranjos da mesma música e, às vezes, sente que não deu a sua palavra final. Nesse disco, nem todas as canções são assim, mas, de qualquer forma, a gente queria algo que não fosse ao vivo, que fosse gravado em estúdio, com uma técnica atual”, explica Sá.

As faixas do disco não foram escolhas só de sucesso. A dupla escolheu alguns “lados B” de seus álbuns. “Demos novos arranjos à músicas que ficaram perdidas em alguns álbuns por causa do sucesso de uma ou outra faixa. Na época, a gente fazia 12 músicas e só apareciam três”, conta Sá.

“Sobradinho” e “Cinamomo”, essa última que dá nome ao novo disco, são exemplos. Elas estão no mesmo álbum de “Espanhola”, um dos maiores sucessos da carreira da dupla. “A música ‘Onde Estão os Meus Sapatos’ nós sempre adoramos, é um posicionamento sobre as nossas vidas e foi outra que ficou perdida”, conta Sá.

O ‘medley’ (união de duas músicas) ‘Jesus Numa Moto/ Mestre Jonas‘, registrado no disco ‘Outra Vez na Estrada -Ao Vivo‘, com Zé Rodrix foi uma das homenagens a Zé Rodrix. “O Zé Saiu em 1971. A gente se desentendeu, às vezes, o sucesso faz mal as pessoas. Manter um grupo pensando igual é difícil. Acabado o trio, eu e o Guarabyra nos encontrávamos diariamente e acabamos compondo muito juntos e resolvemos gravar. Poderia ter sido o primeiro e o último disco da dupla, se não fizesse sucesso, mas rolaram mais 26 anos”, conta Sá.

O primeiro disco como dupla foi “Nunca”, gravado em 1974. Zé Rodrix chegou a voltar para o trio no início dos anos 2000. “Nos chamaram para fazer uma homenagem ao rock rural no Rock in Rio 3 [2001]. Achamos que tínhamos de chamar o Zé, que tinha chegado a participar de shows nossos nos anos 1980. Ele sismou que não queria mais fazer shows e acabamos tocando para 200 mil pessoas. Saímos de lá com contrato com gravadora e ficamos juntos até a morte súbita dele, em 2009”, lembra Sá.

Os shows dos dias 13 e 14 são dedicados a esse disco. "Vamos tocar essas músicas mesmo nos shows. Essas músicas formam a linguagem definitiva do trio, pegamos o que fazíamos nos shows e transportamos para o estúdio, com técnicas mais puras”, define Sá.

TRILHAS DE NOVELA

Gravados por Milton Nascimento, Roupa Nova, Elis Regina (1945-1982), Erasmo Carlos e Gal Costa, entre muitos outros artistas, os músicos Sá, Rodrix e Guarabyra foram se moldando com o tempo, lançando hits e ganhando espaço em novelas.

“Fomos descobrindo nossa faceta como cantores. Não queríamos nos limitar a ser gravados por outros, que fariam do jeito deles. O terceiro disco em dupla com Guarabyra, ‘Pirão de Peixe com Pimenta’, fez sucesso. Gravamos mais 22”, diz Sá.

Na novela “Roque Santeiro” (Globo, 1986), a canção “Dona” virou tema da Viúva Porcina (Regina Duarte). “Tínhamos gravado havia três anos. Tocamos em um dos últimos festivais da Globo. O Mariozinho Rocha [produtor da novela] achou tudo a ver com a Porcina, quis gravar com o Roupa Nova e pediu outras duas.”

“Roque Santeiro”, tema da novela, e “Verdades e Mentiras” foram o resultado. “A novela havia sido censurada em sua primeira versão [em 1975], mas tínhamos contato com ela. ’Verdades e Mentiras’ é muito atual, parece que foi feita ontem!”

Sá & Guarabyra

  • Quando Dias 13 e 14, às 21h
  • Onde Sesc Pompeia (r. Clélia, 93, Pompeia)
  • Preço R$ 30
  • Classificação 12 anos
  • Tel. (11) 3871-7700
Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem