Multitela

O Despertar, série documental, analisa o impacto do ano de 1968

Confira os destaques da programação desta sexta (8)

Série mostra o impacto de 1968
Série mostra o impacto de 1968 - Divulgação

Tony Goes
São Paulo

Apelidado de “o ano que não terminou”, 1968 ainda repercute mais de meio século depois. O Despertar, minissérie em quatro episódios, uma coprodução entre Brasil, França e Alemanha, revê acontecimentos como as manifestações de maio em Paris, os assassinatos de Martin Luther King e Bobby Kennedy, o acirramento da Guerra do Vietnã e o endurecimento do regime militar no Brasil. O capítulo de estreia, “A Onda”, investiga a ascensão da contracultura no período.

Curta!, 23h, livre
 



"Dumplin"
Jennifer Aniston faz uma ex-miss que organiza concursos de beleza e tem de lidar com sua filha gorducha, que se inscreve. A canção “Girl in the Movies”, de Dolly Parton, concorreu ao Globo de Ouro.

Netflix, 14 anos
 


"Desce?"
Esse é o segundo longa da série “Into the Dark”, que traz, a cada mês, uma história de terror inspirada em uma data comemorativa. Desta vez,  um casal fica preso no elevador antes do Dia dos Namorados.

Space, 22h35, 14 anos


"Mãe e Pai"
O que aconteceria se, de repente, pais e mães sentissem um impulso incontrolável de matar seus filhos? Esta é a premissa dessa comédia inédita nos cinemas brasileiros, com Nicolas Cage (“Despedida em Las Vegas”) e Selma Blair (“Hellboy”).

Telecine Premium, 22h, 16 anos
 


"High Flying Bird"
Um agente esportivo põe em ação um plano para driblar um locaute da NBA e salvar a carreira de seu cliente. Ambientado nos bastidores do mundo do basquete profissional, o novo filme de Steven Soderbergh(“Traffic”) estreia diretamente na plataforma. Com Zazie Beetz |3|, da série “Atlanta”.

Netflix, 16 anos

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem