Estilo

Com Luiza Brunet, Amazonas e Piauí vencem Miss e Mister Brasil 2019

Concurso do Sindicato Pró-Beleza foi realizado na madrugada desta terça (17), em SP

Os vencedores do Miss e Mister Brasil 2019, do Sindicato Nacional Pró-Beleza, foram a Miss Amazonas, Juliana Malveira, e o Mister Piauí, Antony Marquez️️️️
Os vencedores do Miss e Mister Brasil 2019, do Sindicato Nacional Pró-Beleza, foram a Miss Amazonas, Juliana Malveira, e o Mister Piauí, Antony Marquez️️️️ - Divulgação
São Paulo

Na madrugada desta terça (17), o Sindicato Nacional Pró-Beleza realizou na capital paulista sua tradicional eleição do Miss e Mister Brasil 2019. Os vencedores da noite foram a Miss Amazonas, Juliana Malveira, 22, e o Mister Piauí, Antony Marquez️️️️, 23.

“Representar meu Amazonas foi maravilhoso. Não vou mentir, eu estava bastante confiante. O Amazonas em peso confiou a mim esse poder para representá-los e sei que, com o apoio deles e a torcida deles, conseguir vencer e isso é muito bom. Levar esse título pra casa é melhor ainda”, disse a miss.

Na categoria feminina, ficaram em segundo e terceiro lugares, respectivamente, as misses Minas Gerais e Ilha de Itaparica. Já no masculino, ficaram nas posições os representantes de Tocantins e Minas Gerais.

“Foi uma honra muito grande participar de um concurso deste tamanho. Sou nordestino do Piauí e honrei meu estado. Ter uma atitude e beleza com propósito foi o diferencial, pois um mister tem que transcender a estética. É um momento de alegria e espero trabalhar em grandes projetos e ter representatividade e ser um porta-voz”, disse Marquez.

Entre outros convidados, no júri da final estava a Luiza Brunet 57, que, durante o evento, ganhou uma faixa de miss. “Realizei meu sonho”, revelou a modelo, que nunca concorreu como miss.

O concurso é parceiro de um projeto da Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres, do governo federal, de combate ao feminicídio e violência contra a mulher. Brunet é apoiadora da ação e, também por isso, estava lá. 

“Poder contar para as mulheres que eu sofri violência é muito importante. Me sinto feliz de ser voz de um programa e poder ajudar outras como eu. É nosso dever como parte da sociedade, é papel do cidadão”, disse. “Beleza com conscientização fica muito mais chique e elegante”.

Na ocasião, foi também comemorado o aniversário de cem anos do sindicato. O concurso, que existe há quase nove décadas, elege representantes nacionais para concursos internacionais diferentes, decididos posteriormente pela organização. 

Candidatos das 26 unidades e federação, mais o Distrito Federal, competiram pelos títulos. 

A partir de agora, ambos cumprirão uma agenda de compromissos ligados a projetos sociais, em uma ação do certame chamada de “Beleza do Bem”.

 
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem