Estilo

Bisavó de 93 anos é coroada Miss Sobrevivente do Holocausto por Israel

'Não acreditaria que na minha idade seria uma beleza', diz Tova Ringer

Tova Ringer, 93, é eleita Miss Holocausto Survivor
Tova Ringer, 93, é eleita Miss Holocausto Survivor - Corinna Kern-14.out.2018/Reuters

Dan Williams
Haifa

Uma bisavó de 93 anos foi coroada Miss Holocausto Survivor neste domingo (14) em um concurso anual de beleza israelense destinado a dar um sorriso às mulheres que suportaram os horrores do genocídio nazista.

Uma dúzia de concorrentes percorreu a passarela com cautela, às vezes assistida, na cidade de Haifa, com cabelos penteados, maquiagem e faixas adornando seus vestidos. Várias gerações de parentes, junto com simpatizantes, aplaudiram e tiraram fotos, ressaltando a mensagem dos organizadores de que o concurso concede glamour e honra ao número cada vez menor daqueles cuja juventude foi roubada na Europa durante a guerra, mas que construíram novas vidas em Israel.

"Estou muito feliz. É algo especial”, disse a nova Miss Sobrevivente do Holocausto, Tova Ringer, nascida na Polônia, que perdeu seus pais, quatro irmãs e uma avó no campo de extermínio de Auschwitz. "Não tenho palavras para as pessoas que trabalham aqui. Eles deram tanto ... coração para nós. Não acreditaria que na minha idade eu seria uma beleza", brincou a ex-joalheira, com uma tiara sobre o cabelo branco.

Nascida na Polônia, Tova Ringer foi eleita Miss Holocausto Survivor
Nascida na Polônia, Tova Ringer foi eleita Miss Holocausto Survivor - Corinna Kern-14.out.2018/Reuters

Outras concorrentes incluíam uma ginecologista aposentada e técnica de gás, ambas com 81 anos de idade, e duas autoras de memórias do Holocausto. A mais jovem, de 74 anos, ainda trabalha como professora apesar das complicações da pneumonia que sofreu quando criança na Romênia.

Alguns comentaristas e sobreviventes temem que o evento ofusque a memória dos 6 milhões de judeus mortos pelos nazistas. Mas um espectador alemão considerou “uma celebração maravilhosa”.

"É muito importante para minha geração conhecer a história do Holocausto, e é importante para mim apoiar essas pessoas", disse Jan Fischer, gerente de cartão de crédito de 52 anos de idade de Munique. "Desejo que isso [o genocídio] não aconteça novamente –nunca."

Reuters
Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem