Estilo

Cabeleireiros dão dicas de como fazer a transição e manter os fios brancos 

Especialista diz que hoje não é mais considerado sinal de descuido deixar fios brancos

Andrea Roschel tingia os cabelos desde os 16 anos e resolveu adotar os fios brancos
Andrea Roschel tingia os cabelos desde os 16 anos e resolveu adotar os fios brancos - Rivaldo Gomes/Folhapress

Descrição de chapéu Agora
Lara Pires

"Já tive o cabelo de várias cores: la­ranja, com mechas azuis. E fazia cortes malucos também”, conta Andrea Ros­chel, 42, professora de arte. Quando se divorciou e passou por uma fase difícil, a quantidade de cabelos brancos, até então pequena, aumentou muito.

"Rapei a cabeça para tirar os fios com tintura e começar uma nova fase. Queria mudar e assumir os cabelos brancos de vez", lembra ela.

Para fazer a transição, o cabeleireiro Gui Orbêa, "beauty artist" no Red Studio SP, afirma que a mudança não precisa ser tão radical. "A melhor coisa é reduzir o comprimento aos poucos, conforme o cabelo for crescendo."

Edu Alves, cabeleireiro do Retrô Hair, também sugere outra alternativa. "Dá para fazer luzes loiras nos fios escuros para que eles se misturem aos brancos e todo o cabelo fique mais claro."

O fio branco é mais poroso, fica mais frisado e não tem nada de melanina, responsável por dar cor aos fios. Por is­so, amarela facilmente. "Indico sempre um xampu com pigmento violeta, que ajuda a tirar esse amarelado", ensina Alves. "Lavar o cabelo com água filtra da também é bom", aconselha.

De acordo com o especialista, hoje não é mais considerado sinal de descuido deixar os fios brancos. "Percebo que homens e mulheres têm assumido os cabelos naturais. As mulheres que tomam essa decisão normalmente têm personalidade forte e não se importam com a opinião alheia."
 

Agora
Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem