Estilo

Sucesso nos anos 1990, gargantilhas voltam em novas versões e chamadas de chokers; saiba usar

KARINA MATIAS, DO "AGORA"

O acessório da vez fica bem justo no pescoço, já foi hit nos anos 1990 e ganhou novo nome e diferentes modelos. É a choker, gargantilha que virou tendência depois de aparecer em desfiles de grifes internacionais e conquistar celebridades, como a cantora Rihanna.

A novidade é que agora a coleira tem versões para todos os gostos e estilos. "Há desde modelos mais pesados e góticos, em couro, até mais românticos, com rendas, por exemplo", informa a consultora de imagem e estilo, Laís  Urizi. "Diferentemente do que eram anos atrás, quando surgiram, hoje elas são democráticas", acrescenta.

Aninha Moretti, consultora de imagem e estilo, concorda e destaca que as chokers garantem um charme extra ao visual e podem ser usadas nas mais variadas ocasiões. "Dependendo do material escolhido, o acessório combina até com eventos mais formais", diz.

Ela acrescenta que é possível também customizar a gargantilha. "Agora para o verão e para a praia, por exemplo, dá para fazer uma choker de búzios, como a Fernanda Paes Leme usou recentemente", ensina.

Outra dica é misturar a gargantilha com vários outros colares de diferentes tamanhos. "Esse mix cria um visual moderno e cheio de informação de moda", garante Laís. As consultoras afirmam que todas as mulheres podem usar.

As especialistas destacam apenas que é preciso ter cuidado na hora de escolher a espessura da peça. "Para quem não tem o pescoço muito alongado, o mais indicado é escolher as versões fininhas", conclui Aninha.

 

A reportagem foi publicada na "Revista da Hora", do jornal "Agora".

Agora
Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem