Tony Goes

BBB 21: Karol Conká reage à derrota com elegância, mas é poupada por entrevistadores

Movimento pela reabilitação da rapper já começou nas redes sociais

Karol Conká conversa com Tiago Leifert após eliminação no BBB 21
Karol Conká conversa com Tiago Leifert após eliminação no BBB 21 - Globo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

O Brasil lavou a alma na noite desta terça (23). Alheio à escassez de vacinas e à quase absolvição de um notório corrupto, o país se sentiu vingado com a expulsão de Karol Conká do BBB 21. A cantora recebeu inacreditáveis 99,17% dos votos do público, recorde absoluto do programa.

Sua saída era tão previsível que, mesmo antes de acontecer, aflorou nas redes um movimento pela sua reabilitação. Muita gente se deu conta do linchamento virtual a que Karol estava sendo submetida e concluiu que as perdas de contratos e seguidores já eram problemas mais do que suficientes para ela.

Mesmo assim, a Globo cercou a rapper de cuidados. Escalou uma escolta para acompanhá-la até o hotel, que não era o mesmo onde os brothers costumam ficar depois de eliminados –tudo para evitar uma possível horda de detratores.

Também houve um inédito intervalo comercial entre o resultado do Paredão e a conversa de Karol com Tiago Leifert. Ninguém confirma nada, mas a suspeita de muitos internautas é que, durante esse tempo, a cantora foi atendida por psicólogos que a prepararam para o baque que estava por vir.

O baque veio, mas mitigado. Leifert, que já havia feito um discurso de eliminação sem laivos de crueldade e quase acolhedor, poupou Karol de muita coisa. Não mencionou o repúdio da classe artística, os supostos cinco milhões de reais que ela teria perdido ou as ameaças que a família da cantora vem sofrendo.

O apresentador apenas repassou rapidamente alguns momentos mais polêmicos de Karol na casa, como a discussão com Carla Diaz ou a maneira como ela tratou Lucas Penteado. Karol ouviu tudo com um sorriso nos lábios e assumiu de maneira simpática: “Eu sou a vilã do Brasil”.

Mais tarde, no Bate-Papo BBB, Ana Clara Lima seguiu uma linha semelhante. A rapper foi novamente confrontada com suas tretas mais emblemáticas e chegou a verter algumas lágrimas. Mas não foi tripudiada em momento algum, e reagiu à altura: com elegância e dignidade, assumindo todos os erros e pedindo muitas desculpas.

Mesmo com seus entrevistadores pegando relativamente leve, Karol exibiu uma admirável couraça de autoestima. Curtida por uma infância difícil e por dezenas de obstáculos no início da vida artística, essa casca grossíssima protege a cantora e a fortalece contra seus supostos inimigos. O problema é que, às vezes, ela enxerga inimigos onde eles não existem.

Na manhã desta quarta (24), Karol passou pela terceira estação de sua via-crúcis, o quadro “Café com o Eliminado” do programa Mais Você. Como já havia feito na semana passada com Nego Di, Ana Maria Braga tratou a ex-BBB com carinho e compaixão. Ainda assim, a eliminada teve que assistir a novas cenas de sua passagem pelo reality, e foi nítido o desconforto em seu rosto.

Karol Conká é um divisor de águas na história do Big Brother Brasil. A cantora entrou no jogo para dar uma turbinada em sua carreira, mas esqueceu de esse objetivo no momento em que pisou na casa. Tampouco parecia interessada no prêmio de R$ 1,5 milhão. Só pensou em causar. Não tinha estratégia, mas ostentava atitude e carisma. Atraiu Lumena para sua órbita, mas alienou quase todos os demais quando Lucas pediu para ir embora.

O que acontecer com ela daqui para a frente será decisivo para o atual formato do BBB. Se sua trajetória profissional de fato afundar, como preveem alguns, Boninho terá dificuldades em convidar celebridades do mesmo calibre para a edição do ano que vem.

Mas, até o momento em que escrevo este texto –veja bem, menos de 12 horas depois da eliminação – Karol Conká vem se comportando de maneira exemplar. Com certeza está sendo muito bem assessorada e deve mesmo ter uma força interior incomum. Com a inteligência que lhe é peculiar, a paranaense parece bem aparelhada para enfrentar seus demônios internos e reabilitar a própria imagem. Para isto, ela pode contar com a simpatia de boa parte do público.

Tony Goes

Tony Goes tem 60 anos. Nasceu no Rio de Janeiro, mas vive em São Paulo desde pequeno. Já escreveu para várias séries de humor e programas de variedades, além de alguns longas-metragens. E atualiza diariamente o blog que leva seu nome: tonygoes.com.br

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem