Tony Goes

Previsões para o showbiz em 2018, o ano 'fake' que vem aí

As cantoras Anitta e Pabllo Vittar gravam clipe "Sua Cara" em Marrocos
As cantoras Anitta e Pabllo Vittar gravam clipe "Sua Cara" em Marrocos - Divulgação


As "fake  news" foram manchete em 2017. Depois de eleger presidentes e separar países no ano anterior, elas se tornaram tão onipresentes que já fazem parte da paisagem. Agora cada um pode criar sua própria realidade, escolhendo e divulgando as notícias falsas em que prefere acreditar.

O resultado é que 2018 será um ano totalmente falso, "montado" feito uma drag queen e mais "Black Mirror" que uma temporada de "Black Mirror". Minhas tradicionais previsões de ano novo entraram em parafuso: a bola de cristal captou tantas versões conflitantes que todas são válidas e nenhuma é.

Por isso, é bastante adequado que a Copa do Mundo seja realizada na Rússia, o país onde se concentra boa parte dos produtores de "fake news" do mundo. Mesmo com transmissão ao vivo pela TV e pela internet, os jogos terão seus resultados disputados.

Cada país poderá crer que seu time venceu e que os outros placares são apenas armação da mídia. Em algumas timelines, a grande final acontecerá entre Islândia e Tunísia, com a Costa Rica se sagrando campeã.

Aqui no Brasil vai ser ano de eleições, fazendo com que as "fake  news" trabalhem dobrado. Não importa quem seja eleito presidente em outubro: as acusações de fraude e golpe vão começar em fevereiro, e não vão parar nunca mais. Tudo armação da mídia.

Nossas estrelas do showbiz tampouco serão poupadas. Pabllo Vittar, recentemente denunciada por receber R$ 5 milhões via Lei Rouanet enquanto que o fechamento de um hospital condenava 500 crianças à morte, será uma das vítimas preferenciais dos falsários.

A cantora de "K.O." será acusada de envenenar os reservatórios de água de São Paulo, embolsar os salários do funcionalismo público e arrancar o couro de gatinhos para fazer perucas. Também será revelado que a verdadeiro Pabllo é um homem hétero, peludo e gordo, e que seu número não passa de ilusão de ótica e armação da mídia.

Anitta irá acelerar sua produção ainda mais. Lançará uma música por semana, depois uma por dia e, finalmente, uma a cada duas horas. Sempre variando os ritmos --funk, salsa, polca-- e os convidados especiais --Michael Jackson, Maria Callas e os Meninos Cantores de Petrópolis. Feministas e puristas irão atacá-la nas redes sociais, e muitos se convencerão de que o suposto sucesso da moça não passa de armação da mídia.

A Globo será comprada pela Disney, formando assim um conglomerado mais poderoso que a Estrela da Morte de "Star Wars". A próxima novela das nove, assinada por Aguinaldo Silva, terá Cauã  Reymond, Homer  Simpson e o Capitão América no elenco. Susana Vieira, em papel duplo, fará a Bela e a Fera. Ao mesmo tempo.

Os marqueteiros políticos contratarão roteiristas premiados, e a propaganda eleitoral terá personagens complexos, arco dramático e gancho para a próxima temporada. Alguns malucos irão se viciar e assistir em maratona; outros dirão que é tudo armação da mídia.

Talvez 2018 nem mesmo aconteça. Vai ser cancelado na última hora, porque sentiu dores fortíssimas e não conseguiu embarcar. No lugar do ano que iria começar, teremos um show do Maroon 5. Aposto que vai ser mais divertido.

Tony Goes

Tony Goes tem 56 anos. Nasceu no Rio de Janeiro, mas vive em São Paulo desde pequeno. Já escreveu para várias séries de humor e programas de variedades, além de alguns longas-metragens. E atualiza diariamente o blog que leva seu nome: tonygoes.blogspot.com

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem