Renato Kramer

Ação, suspense e exorcismo estão presentes na nova temporada de 'Uma História de Horror Americana'

Cenas fortes e muito bem interpretadas rechearam o segundo episódio da 2ª temporada da série "Uma História de Horror Americana" (Band), "American Horror Story" no original, que foi ao ar na última quarta-feira (14).

Não mais do que de repente, a doce e meiga lourinha que encantou o "King Kong" (1976) aparece travestida na perversa Irmã Jude Martin, que administra com mãos de ferro e grossas gotas de sadismo a Instituição Mental Briarcliff. O tempo é mesmo um breve suspiro. E Jessica Lange mantém em dia o brilho de sua estrela.

Não foi à toa que a atriz ganhou o Globo de Ouro tanto em eu primeiro filme ("King Kong") quanto por seu desempenho na série "Uma História de Horror Americana". E Lange gostou de ganhar prêmios de melhor atriz ou melhor atriz coadjuvante: coleciona cinco Globos de Ouro ("King Kong", "Céu Azul", "Tootsie", "Uma Rua Chamada Pecado", "American Horror Story"), três Emmys ("Grey Gardens" e "American Horror Story") e dois Oscars ("Céu Azul" e "Tootsie"). Grande atriz. Pena já ter anunciado ao "The New York Times" que pretende deixar a carreira logo após a quarta temporada da série.

No episódio desta quarta-feira (14), a Irmã Jude recebe em seu manicômio a visita do Dr. Oliver Thredson (o não menos talentoso Zachary Quinto) para avaliar se o assassino em série Kit Walkers (o excelente Evan Peters) tem ou não problemas mentais. Thredson acaba por interná-lo. E não se furta de observar as irregularidades absurdas cometidas no tratamento dos pacientes, o que o faz bater de frente com a fria Irmã Jude. Ambos estão brilhantes neste enfrentamento.

Mas o episódio ainda contou com cenas tão fortes de exorcismo que deixariam Linda Blair ("O Exorcista") constrangida! Para apaziguar os ânimos do demônio, até mesmo Dom Timothy Howard (o impecável Joseph Fiennes) precisou intervir. Enquanto isso o sádico cientista Dr. Arthur Arden (o veterano James Cromwell) continua no encalço da jovem freirinha Mary Eunice (Lily Rabe).

Criada por Ryan Murphy e Brad Falchuk, a série, que estreou nos Estados Unidos em 2011, está sendo apresentada pela Band todas as quartas, às 23h50. Excelente entretenimento.

Crédito: Robert Zuckerman/FX/Associated Press Jessica Lange (esquerda) e Frances Conroy em cena da série 'American Horror Story'
Jessica Lange (esquerda) e Frances Conroy em cena da série 'American Horror Story'

Renato Kramer

Natural de Porto Alegre, Renato Kramer formou-se em Estudos Sociais pela PUC/RS. Começou a fazer teatro ainda no sul. Em São Paulo, formou-se como ator na Escola de Arte Dramática (USP). Escreveu, dirigiu e atuou em diversos espetáculos teatrais. Já assinou a coluna "Antena", na "Contigo!", e fez críticas teatrais para o "Jornal da Tarde" e para a rádio Eldorado AM. Na Folha, colaborou com a "Ilustrada" antes de se tornar colunista do site "F5"

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem