De faixa a coroa

Miss Universo 2020 deve ficar para o ano que vem; confira agenda dos concursos

Organização estaria avaliando datas no primeiro trimestre de 2021

Zozibini Tunzi Instagram/zozitunzi

A pandemia provocou um verdadeiro rebuliço na agenda dos concursos de beleza, não só no Brasil, mas no mundo todo. Até o momento, uma dúvida pairava no ar sobre a realização da edição deste ano da disputa de maior repercussão por aqui, o Miss Universo. Porém, o primeiro indício de que a competição acontecerá no ano que vem apareceu esta semana.

Quem deu a dica foi a porto-riquenha Denise Quiñones, vencedora do concurso em 2001 e atualmente diretora do Miss Universo Porto Rico. Segundo ela, em declaração à imprensa do seu país, o concurso deve acontecer no primeiro trimestre de 2021.

“Até agora, a organização Miss Universo não fez uma declaração oficial sobre o concurso internacional ou o processo de seleção, no entanto, eles nos disseram que o evento não será realizado este ano e que estão avaliando as datas para o primeiro trimestre de 2021. Isso nos permitirá ter mais tempo para a seleção e preparação do candidato de Porto Rico”, afirmou Quiñones, ao jornal “El Vocero de Puerto Rico”.

Segundo ela ainda destacou, a prioridade no momento é manter a saúde e segurança de todas as candidatas e da equipe da etapa no país. Apesar de nenhum comunicado oficial ter sido divulgado, tudo indica que essa mudança de agenda é o que realmente deve acontecer. Prova disso é que nenhum dos grandes concursos internacionais está se comprometendo a marcar suas edições até que a pandemia da Covid-19 esteja mais controlada.

Caso o Miss Universo 2020 seja confirmado para 2021, a atual titular, a sul-africana Zozibini Tunzi, 25, seria uma das vencedoras com o reinado mais longo. Com isso, existe também a possibilidade de sua sucessora ter o reinado mais curto, já que devem ocorrer dois concursos no ano que vem.

Entre as disputas do chamado Grand Slam, a mais próxima é o Miss International, prometido para outubro, no Japão. O Miss Mundo, que nos últimos anos tem acontecido em dezembro, também mantido para esta data, por enquanto. O Miss Supranational e o Mister Supranational foram provisoriamente adiados para fevereiro de 2021. Já o Miss Grand International ainda não se pronunciou.

Por aqui, o futuro do Miss Brasil que elege uma candidata ao Miss Universo segue incerto. No ano passado, a Band rompeu parceria com a empresa Polishop, descontinuando as disputas nacionais e estaduais. Até agora, nenhuma outra empresa assumiu os eventos, o que deixa o país sem candidata. A mineira Júlia Horta, 26, segue então como detentora da coroa.

De faixa a coroa

Fábio Luís de Paula é jornalista especializado na cobertura de concursos de beleza, sendo os principais deles o Miss Brasil, Miss Universo, Miss Mundo e Mister Brasil. Formado em jornalismo pelo Mackenzie, passou por Redações da Folha e do UOL, além de assessorias e comunicação corporativa.
Contato ou sugestões, acesse instagram.com/defaixaacoroa e facebook.com/defaixaacoroa

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem