De faixa a coroa

Professor gaúcho vai representar o Brasil em novo concurso de beleza masculina

Renato Souza, 31, já participou de concurso de fisiculturismo no passado

O gaúcho Renato Souza Jr. vai representar o Brasil no próximo concurso Man Of The World Divulgação

Os números das competições de beleza masculinas não são animadores, pelo menos na comparação com as femininas. Além de haver menos opções, os homens costumam ter valor menor de premiação, menos dias de confinamento e uma repercussão mundial bem mais modesta. Por isso, quando um novo certame voltado para eles se firma, é uma grande celebração na indústria, inclusive pela geração de negócios no setor.

O empreendedor gaúcho Michael Costa, 32, viu então uma oportunidade ao observar um crescimento considerável da competição internacional Man Of The World. Ele correu atrás, tratou de fazer contatos, e lançou ainda no ano passado a etapa estadual do evento no Rio Grande do Sul.

“Para ser empreendedor nessa indústria da beleza é preciso ter um olhar atento para oportunidades, sem falar em estar em dia com tendências, contatos e tecnologia, pois, hoje, o principal meio de divulgação e propagação dos concursos é pelas redes sociais, sem dúvida”, comenta ele, que é da cidade de Novo Hamburgo.

Além de especialista em social media, Costa trabalha com disputas de misses e misters há quase dez anos, não só organizando eventos e todo o marketing por trás deles, mas também selecionando e treinando candidatos.

O empenho do jovem empresário rendeu frutos e, neste ano, o candidato que ele estava coordenando no seu estado acabou sendo nomeado como representante brasileiro da próxima edição da disputa internacional. O seu conterrâneo Renato Souza, 31, é agora o Man Of The World Brazil e ambos, candidato e coordenador, não escondem a ansiedade para o próximo desafio.

“Com essa nomeação, passei a preparar o Renato para trazer o título para o Brasil. Mesmo na quarentena, ele não está deixando de cuidar da saúde, estética e de melhorar outros quesitos como oratória e desfile para quando chegar a hora. O evento ainda não tem data para acontecer devido à pandemia, mas queremos estar prontos”, afirma Costa.

O concurso Man Of The World nasceu em 2017 nas Filipinas e já teve três edições. A primeira foi vencida por um representante do Egito, a segunda pelo mister Vietnã e a terceira, realizada em meados do ano passado, pelo búlgaro Daniel Georgiev.

O histórico de Souza aponta que ele tem tudo para ser o próximo campeão. Com 1,83 metros de altura, ele é formado em engenharia química, dá aulas de química e tem uma empresa de serviços de informática.

Souza já concorreu em disputas de fisioculturismo no passado e hoje mudou totalmente o foco. Busca agora um estilo mais harmônico para seu corpo e, por isso, resolveu tornar-se mister e aceitar a proposta de Costa. Agora é torcer para trazer a vitória para o Brasil. Boa sorte!

De faixa a coroa

Fábio Luís de Paula é jornalista especializado na cobertura de concursos de beleza, sendo os principais deles o Miss Brasil e Miss Universo. Formado em jornalismo pelo Mackenzie, passou por Redações da Folha e do UOL, além de assessorias, como a da Fox.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Mais lidas

[an error occurred while processing this directive]