De faixa a coroa

Temporada 2020 de concursos de miss tem agenda alterada devido à crise do coronavírus

Especialistas apontam previsões para eventos do Brasil e do mundo

Concurso de Miss e Mister Distrito Federal acontece na casa do organizador após proibição devido ao novo coronavírus

Concurso de Miss e Mister Distrito Federal acontece na casa do organizador após proibição devido ao novo coronavírus @horaporhora

O empresário Mayck Carvalho, 29, que organiza o Miss e Mister Brasília, levou um susto sem tamanho no último dia 11. Naquela data, o governador do Distrito Federal emitiu um decreto que suspendeu por cinco dias todos os eventos que reunissem mais de cem pessoas na capital do país. O problema é que Carvalho realizaria, nesse período, uma das etapas do evento em um dos maiores shoppings da cidade.

"Tive que mudar às pressas o cronograma para não prejudicar os 65 misses e misters que já estavam todos programados para vir a Brasília competir, com roupa alugada e etc. De última hora, e com o decreto, não consegui outro local para o evento", contou Carvalho, que é dono da franquia para eleger os representantes do Distrito Federal para o Miss Brasil Mundo e o Mister Brasil CNB.

A solução foi, então, fazer os desfiles classificatórios em sua própria casa. "Não teve jeito. Trouxe todo o equipamento para casa. Painel de led, passarela, decoração, aparelhagem de som, apresentador... Montamos como se fosse no shopping e fizemos aqui mesmo. Limitamos o público, vieram só os candidatos e os jurados, e reunimos menos de cem pessoas. Deu tudo certo!", afirma.

Com praticamente todos os grandes eventos cancelados ao redor do mundo, os concursos de beleza também foram afetados pela crise do novo coronavírus. A peleja de Carvalho não é única, e a temporada 2020 das disputas, tanto as masculinas quanto as femininas, em todos os países está sendo postergada sem previsão de retorno. Não tinha como ser diferente.

No Brasil alguns concursos já anunciaram esse ajuste de agenda, como o CNB (Concurso Nacional de Beleza). O evento que elege a Miss Brasil Mundo ia acontecer em junho, mas já foi, inicialmente, postergado para o fim de setembro. "Com o mundo pego de surpresa com toda essa mobilização, a única coisa certa que temos para 2020 no Brasil é que o CNB vai ser realizado no segundo semestre", diz João Ricardo Camilo Dias, curador do blog especializado Miss Brazil On Board.

Responsáveis por outras competições do setor, que ainda não haviam sido nem marcadas, aguardam atentamente para se pronunciar sobre as datas, sem precipitação. A palavra de ordem agora é segurança e saúde.

"Qualquer concurso que aconteceria nos próximos meses foi adiado, desde nível municipal até internacional. Existe muita incerteza no momento e nem os concursos internacionais sabem o que vai acontecer", explica Henrique Fontes, diretor do CNB.

AGENDA INCERTA

Para o empresário, o momento do setor é de espera e observação. Como os certames tradicionalmente reúnem muitas pessoas, segundo as orientações dos órgãos de saúde do mundo todo, a coisa certa a se fazer por ora é suspender.

"Todos os grandes eventos do mundo, como Olimpíada, Eurovision e Eurocopa, foram adiados para o próximo ano e, se esse vai ser o caminho, pode ser que também aconteça com os grandes concursos. Entretanto, é impossível prever neste momento. Tenho falado com meus colegas de fora e ninguém sabe nada também. Não se sabe ainda como essa crise vai afetar cada país, mas obviamente impacta na preparação das misses e misters e na realização dos eventos. Temos que esperar", pondera.

No próximo dia 24 abril, Fontes realizaria também na capital federal o Miss Brasil Supranational. Com 21 candidatas, o evento teve seu cronograma alterado às pressas assim que a epidemia começou a escalar. Agora, a previsão é também que aconteça apenas em meados do próximo semestre.

A agilidade na decisão teve como objetivo conter prejuízos ao bolso dos postulantes, que arcam com viagens, roupas, tratamentos estéticos e outros gastos. "Os candidatos e candidatas, no mundo todo, estão superconscientes, participando nesse momento e usando sua visibilidade para informar a população e pedir que fiquem em casa. As redes sociais dos concursos, inclusive dos nossos, estão super ativas".

Para Dias, a previsão é otimista, pois tudo indica que, mesmo com todos os adiamentos e cancelamentos, os concursos devem acontecer. "Miss Universo e Miss Mundo, por exemplo, não informaram ainda nenhuma data. Normalmente ainda é muito cedo para eles anunciarem. Acredito que, como sempre estão fazendo os concursos nos últimos meses do ano, se mantiverem aí seis meses até o anúncio das sedes, está dentro da agenda", finaliza.

De faixa a coroa

Fábio Luís de Paula é jornalista especializado na cobertura de concursos de beleza, sendo os principais deles o Miss Brasil e Miss Universo. Formado em jornalismo pelo Mackenzie, passou por Redações da Folha e do UOL, além de assessorias, como a da Fox.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem