Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Zapping - Cristina Padiglione
Descrição de chapéu jornalismo

Maria Gal estreia talk show voltado ao protagonismo negro

Dirigido pela cineasta Kelly Castilho, Preto no Branco estará na BandNews TV

Maria Gal estreia talk show Preto no Branco para debater sobre inclusão e diversidade - Thiago Bruno/Divulgação
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Campinas

Em seu primeiro trabalho como apresentadora, Maria Gal, 46, estará no comando do novo talk show da BandNews TV, o Preto no Branco. O programa de entrevistas tem como foco o protagonismo negro, e discutirá temas como diversidade, racismo e inclusão social. Exibido nas noites de quinta-feira, às 23h30, talk show estreia em 26 de maio, homenageando o Dia Mundial da África (25).

Com uma equipe de maioria negra (56% das pessoas), o projeto tem direção da cineasta Kelly Castilho, referência no audiovisual. Ao longo de seis episódios, o programa buscará ampliar a discussão de pautas raciais na televisão e apontar caminhos para o aumento da inclusão e da diversidade em diferentes aspectos da sociedade.

Serão abordados temas como finanças da população preta, intolerância religiosa, racismo em espaços como o esporte e a publicidade, e privilégio branco. Participando das entrevistas no estúdio ou de forma remota, os candidatos acrescentarão pontos de vista à discussão. Entre os nomes confirmados estão Liliane Rocha, jogador Aranha, Renato Meirelles, Julio César Andrade, Erica Malunguinho, Gabriela Moura, Felipe Silva e a advogada Cláudia Luna.

Exibido no canal pago, Preto no Branco é patrocinado pela Gerdau e produzido pela produtora de Maria Gal. Com quase 60% de seus profissionais negros e mais de 75% da equipe feminina, a Maria Produtora busca contrariar padrões de exclusão da indústria audiovisual brasileira.

"O audiovisual brasileiro precisa de mais representações. Este será só o começo para abrirmos um leque de possibilidades para novos recomeços e novas histórias serem contadas, dentro de uma ótica que não seja pautada pelo noticiário policial", afirma a atriz.

Segundo a apresentadora, o formato do programa foi inspirado na produção norte americana "Uncomfortable Conversations with a Black Man", de Emanuel Acho, na série documental "EUA - A Luta pela Liberdade" e no talk show The Oprah Conversation, comandado pela apresentadora Oprah Winfrey.

Nascida em Salvador, Maria Gal é atriz há mais de 20 anos e já realizou trabalhos no Brasil e no exterior. Reconhecida com o prêmio internacional de melhor atriz no Festival de Cinema de Madrid, ela acumula passagens pela Globo, Netflix, Paramount e Rede Record. Além do novo programa, Maria está em "Poliana Moça", no SBT, e atua na coprodução de obras audiovisuais para cinema, TV e mídias digitais, por meio de sua produtora.

Zapping - Cristina Padiglione

Cristina Padiglione, 50, é jornalista e escreve sobre assuntos relacionados à televisão. Ela cobre a área desde 1991, quando a TV paga ainda engatinhava. Ela passou pelas Redações dos jornais Folha da Tarde (1992-1995), Folha (1997-1999) e O Estado de S. Paulo (2000-2016), entre outras publicações. Ela também tem o blog Telepadi (telepadi.folha.com.br), hospedado no site da Folha.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem