Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Zapping - Cristina Padiglione
Descrição de chapéu Semana de 1922

Arnaldo Antunes e Mônica Salmaso abrem novo teatro da Jazz Sinfônica

TV Cultura exibe concerto que faz do Teatro B32 a nova casa de sua orquestra

Mônica Salmaso se apresenta em concerto com a Orquestra Brasil Jazz Sinfônica
Mônica Salmaso se apresenta em concerto com a Orquestra Brasil Jazz Sinfônica - Nadja Kouchi/Divulgação
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Campinas

A TV Cultura vai exibir concerto inédito da Brasil Jazz Sinfônica com Arnaldo Antunes e Mônica Salmaso neste domingo (1º). Sob a direção artística do maestro Ruriá Duprat e a batuta de Tiago Costa, a orquestra presta homenagem à Semana de Arte Moderna e executa composição pouco conhecida de Tarsila do Amaral, além do Manifesto Antropofágico de 1922, de Oswald de Andrade.

A apresentação aconteceu há poucos dias, na inauguração de um novo teatro em São Paulo, o B32, que passa a ser a nova casa de concertos da Jazz Sinfônica, orquestra abrigada sob o guarda-chuva da Fundação Padre Anchieta, mantenedora da TV Cultura.

Acompanhado dos músicos, Arnaldo canta "Comida", "O Pulso", "O Real Resiste", "Socorro", "Vilarejo", "Debaixo d’água" e "Fora de Si". Já Salmaso interpreta as composições "Rondo D’amour", de Tarsila, "Melodia Sentimental", de Heitor Villa-Lobos, e "Frevo Diabo", de Edu Lobo e Chico Buarque. Os dois se juntam em dueto raro em algumas das canções, para deleite da plateia.

"Uma das pérolas do concerto é a versão experimental do Manifesto Antropofágico de 1922, de Oswald de Andrade, criada por Arnaldo Antunes. Algumas frases cuidadosamente escolhidas em cima de uma base de caráter experimental, onde a orquestra reage de acordo com o que está acontecendo. Ficou muito bacana, espirituoso", conta Ruriá Duprat, diretor Artístico da Brasil Jazz Sinfônica.

Salmaso e Arnaldo cantam juntos a música "Paradeiro" e encerram a apresentação com "Alegria", obra do ex-Titã, que já foi gravada por Maria Bethânia.

"A Brasil Jazz Sinfônica faz um flerte com a canção, intérpretes e com a música popular. Para mim é uma responsabilidade, dá um frio na barriga, mas é muito prazeroso também", afirma Arnaldo. Vai ao ar às 20h deste domingo (1º), na TV Cultura.

Orquestra Brasil Jazz Sinfônica na TV Cultura
Arnaldo Antunes e Mônica Salmaso se apresentam em concerto com a Orquestra Brasil Jazz Sinfônica - Nadja Kouchi/Divulgação

Zapping - Cristina Padiglione

Cristina Padiglione, 50, é jornalista e escreve sobre assuntos relacionados à televisão. Ela cobre a área desde 1991, quando a TV paga ainda engatinhava. Ela passou pelas Redações dos jornais Folha da Tarde (1992-1995), Folha (1997-1999) e O Estado de S. Paulo (2000-2016), entre outras publicações. Ela também tem o blog Telepadi (telepadi.folha.com.br), hospedado no site da Folha.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem