Zapping - Cristina Padiglione

Globo tenta manter fôlego do BBB com debate de temas sociais

Machismo, racismo e xenofobia geraram grande engajamento e audiência na 1ª semana

Karol Conká em conversa com Thaís Braz e Sarah Andrade sobre o jeito de Juliette
Karol Conká em conversa com Thaís Braz e Sarah Andrade sobre o jeito de Juliette - Globo

A disposição para o debate social, algo que surgiu com força no BBB 20, cresceu já na primeira semana da atual temporada, com empurrão infalível das redes sociais. Quando Fiuk se mostrava alvo da ira de boa parte dos telespectadores, por tropeçar no machismo, Lucas tomou a frente das discussões ao levantar a bandeira antirracista e agora é visto como alguém que merece a paciência dos demais.

Só isso já deu ao BBB 21 a melhor primeira semana do reality show desde 2014, com 25,2 pontos de média na Grande São Paulo. Levantamento feito pelo site Notícias da TV mostra que há sete anos, esse saldo foi de 26 pontos na região.

PICO

O Universal TV ficou em 1º lugar do ranking de audiência da TV paga com a estreia da 3ª temporada de “FBI”, na quinta-feira (28). O resultado foi também a melhor estreia que a série já conquistou no canal desde o seu lançamento. No comparativo com a estreia da 2ª temporada, o crescimento foi de 73%.

ESTICA E PUXA

A boa audiência de “Gênesis”, em um patamar que a Record não via desde “Os Dez Mandamentos”, já inspira a direção da casa a espichar o enredo bíblico para além do que foi programado. Não é todo dia que uma produção encontra médias acima de 16 pontos, consolidando a vice-liderança no horário.

FAMÍLIA

Renata Sorrah e Cacá Amaral estão em “Filhas de Eva”, nova série do Globoplay, que estreia no dia 19. O estopim da história, que fala sobre família, amizade e liberdade, acontece quando, em plena comemoração de Bodas de Ouro, Stella (Renata Sorrah) pede o divórcio ao marido, Ademar (Cacá Amaral).

Filhas de Eva, série Globoplay
Renata Sorrah e Cacá Amaral na série "Filhas de Eva", do Globoplay. - Estevam Avellar/Divulgação

AUDIÊNCIA

25,3 pontos foi a média consolidada da final da Libertadores, jogo que tornou o Palmeiras bicampeão da taça, no sábado (29). A partida teve pico de 31,1 pontos. O Arena SBT, aperitivo para o evento, teve 6,3 pontos.

11,9 pontos marcou o Caldeirão do Huck, que enfrentou o jogo da Libertadores na maior parte do tempo. O Big Fone, que tocou durante a partida na Globo, conseguiu elevar a audiência para 12,4 pontos, e olhe lá.

A BOA DO DIA

Estreia "Todas as Mulheres do Mundo", minissérie em tributo a Domingos de Oliveira, com Emílio Dantas, Sophie Charlotte e Matheus Nachtergaele | Globo, às 22h35

Zapping - Cristina Padiglione

Cristina Padiglione, 50, é jornalista e escreve sobre assuntos relacionados à televisão. Ela cobre a área desde 1991, quando a TV paga ainda engatinhava. Ela passou pelas Redações dos jornais Folha da Tarde (1992-1995), Folha (1997-1999) e O Estado de S. Paulo (2000-2016), entre outras publicações. Ela também tem o blog Telepadi (telepadi.folha.com.br), hospedado no site da Folha.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem