Zapping - Cristina Padiglione

Globo corta gastos, recua na produção inédita em 2021, e recorre ao menu do GloboPlay

'Shippados' ganhará espaço na TV aberta para sanar ausência de Zorra

Rita (Tatá Werneck) e Enzo (Eduardo Sterblitch) em cena de "Shippados"
Rita (Tatá Werneck) e Enzo (Eduardo Sterblitch) em cena de "Shippados" - Divulgação

Se 2020 não tem sido fácil, 2021 reserva à Globo um corte de gastos poucas vezes visto na emissora em seus últimos 40 anos. A casa define na próxima semana um modelo de humorístico de baixo custo para ocupar as lacunas deixadas pelo Fora de Hora e pelo Zorra.

“Malhação” não terá nova temporada. A grade de programação será salva, em boa parte, pelo montante de conteúdo nacional original do Globoplay que permanece inédito na TV aberta.

No caso do humor, área que foi bastante esvaziada pela economia, a série “Shippados”, com Tatá Werneck e Eduardo Sterblicht, encabeça a lista de opções. Restam ainda as produções dos canais pagos, caso do Lady Night (Multishow), da mesma Tatá, e do Que história É Essa, Porchat? (GNT), que acaba de estrear. Até o “Vai que Cola” (Multishow), líder na TV paga, pode ganhar vaga na Globo.

MOTOBOY

O mundo mudou, os protocolos de segurança, idem, mas o corintiano consagrado por Marcelo Médici em um prêmio Multishow há mais de duas décadas continua em cena, firme e forte, na nova temporada do “Vai que Cola”, em gravação no Rio. Convém lembrar que até outro canal o personagem já frequentou, tendo ocupado por mais de três anos o banco de A Praça É Nossa.

Marcelo Médici no Vai que Cola
Marcelo Médici na série Vai que Cola, do Multishow - @marceloMedici no Instagram

FIM

Ainda dentro do contexto de corte de gastos na Globo, sacrificando sobretudo a piada, Nelson Freitas, que há 19 anos renovava seu contrato continuamente, não terá o acordo mantido para 2021. O contrato terminou nesta quinta (15), assim como o do ator Bruno Gissoni, há dez anos na Globo.

FEITO

Como aqui foi dito, Maisa Silva vinha bajulando muito a Netflix em suas redes sociais, indicando que a plataforma seria o seu destino após o SBT. Nesta quinta (15), a apresentadora anunciou que apresentará o Tudum, evento anual em que a Netflix exibe entrevistas com os astros de seus maiores sucessos.

PARCERIAS

A exemplo do que ocorre na Globo, Record e Band também trabalham com baixo orçamento para 2021, recorrendo, para tanto, a parcerias com outras empresas. Na TV de Edir Macedo, um bom modelo de coprodução é o Game dos Clones, com Sabrina Sato, que estreia primeiro na Amazon, para depois ganhar a TV.

AUDIÊNCIA

28,8 pontos somam os 21 capítulos iniciais da reprise de “A Força do Querer”, segundo levantamento feito pelo site Notícias da TV. Foi a pior audiência da Globo no horário desde 2016, com "A Lei do Amor".

29,1 pontos teve “O 7º Guardião” em seus 21 capítulos iniciais, o que já era um saldo aquém da faixa

A BOA DO DIA

Gregório Duvivier apresenta a 100ª edição do GregNews, informativo com humorHBO, às 23h, e em seguida disponível no YouTube

Greg news com Gregório Duvivier
Gregório Duvivier no Greg News - Divulgação

Zapping - Cristina Padiglione

Cristina Padiglione, 50, é jornalista e escreve sobre assuntos relacionados à televisão. Ela cobre a área desde 1991, quando a TV paga ainda engatinhava. Ela passou pelas Redações dos jornais Folha da Tarde (1992-1995), Folha (1997-1999) e O Estado de S. Paulo (2000-2016), entre outras publicações. Ela também tem o blog Telepadi (telepadi.folha.com.br), hospedado no site da Folha.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem