Zapping - Cristina Padiglione

Aposta que dividiu opiniões internas na Globo, casal inter-racial vira hit em novela

Chay Suede e Jéssica Ellen se tornam par bem aceito pelo público em "Amor de Mãe"

Camila (Jéssica Ellen) e Danilo (Chay Suede) se casam - Globo

A boa aceitação do público para o casal formado por Chay Suede e Jéssica Ellen em “Amor de Mãe” é uma vitória de quem apostou que o par inter-racial daria certo. Houve, internamente, na Globo, quem temesse que os dois não dessem liga, causando rejeição da audiência.

 “Bom Sucesso”, última novela das sete, também investiu em casais inter-raciais, a começar por Grazi Massafera e Davi Júnior. Mesmo não tendo terminado juntos, os dois desenvolveram um intenso relacionamento ao longo da história, que foi a maior audiência do horário desde 2012.

Nos dois casos, a Globo elegeu os pares a partir de atores brancos que motivam o culto à beleza padrão imposta pelas capas de revista, trazendo o negro para um patamar de valorização real. Isso é resultado, e resultado para além das expectativas, de um movimento que tomou fôlego há dois anos, quando a novela “Segundo Sol” se fez notar como uma produção baiana que mal tinha negros em cena.

Na ocasião, algumas vozes se manifestaram e tiveram adesão até do elenco da novela de João Emanuel Carneiro.

ESCALADA

Depois de gravar a novela de Rui Vilhena em Portugal, Lucélia Santos volta ao Brasil com perspectivas de ir parar no set do seriado que Daniel Filho prepara para a Netflix.
Escrito por Ana Maria Moretzsohn, ex-autora da Globo, o novo seriado de Daniel Filho é centrado na convivência de uma família que tem bisavó, avó, mãe e filha.

POPULAR

Todo ano o canal ESPN no Brasil registra crescimento da audiência do Super Bowl, a final do campeonato de futebol americano, em relação ao ano anterior. Dessa vez, o interesse do público cresceu 26% em relação ao Super Bowl 2019.

Aliás, a Claro, que rege a NET, fez essa conta com precisão em uma análise de comportamento de consumo: durante a transmissão do Super Bowl, houve um crescimento superior a 4 vezes dos canais esportivos pagos, sendo a ESPN o canal responsável por puxar esse indicador. A medição é referente ao mesmo período de um domingo sem evento de alto impacto.

Olhando exclusivamente para o canal ESPN, o maior pico de crescimento foi registrado no início do tradicional show do intervalo, um dos momentos mais esperados do evento e que este ano trouxe as cantoras Shakira e Jennifer Lopez.

TIME

Ex-Bandeirantes e GloboNews, Thais Herédia será comentarista do Jornal da CNN, principal noticiário diário da CNN Brasil, ancorado por William Waack. O canal promete entrar no ar em março.

INFÂNCIA

O repórter André Tal relata como é ser criança no Quênia em nova série do Jornal da Record que investiga como é a infância em sete países, incluindo ainda Israel, Japão, Portugal, EUA, Argentina e Brasil. Estreia nesta segunda-feira (10), com correspondentes ou enviados pela emissora.  

AUDIÊNCIA


20,7 pontos
teve ‘Avenida Brasil’ na quinta (6), índice excepcional para o horário

14,2 pontos
teve o Lady Night na quinta, índice acima do normal do horário

 A BOA DO DIA

OSCAR

O canal TNT transmite a premiação do Oscar a partir do tapete vermelho
TNT, às 20h
A Globo só começa a transmissão após 0h30, depois do jogo de futebol, mas uma transmissão especial estará no ar pelo Globoplay, com abertura de sinal a todos, sob o comando da equipe do humorístico Fora de Hora.

Zapping - Cristina Padiglione

Cristina Padiglione, 48, é jornalista e escreve sobre assuntos relacionados à televisão. Ela cobre a área desde 1991, quando a TV paga ainda engatinhava. Ela passou pelas Redações dos jornais Folha da Tarde (1992-1995), Folha (1997-1999) e O Estado de S. Paulo (2000-2016), entre outras publicações. Ela também tem o blog Telepadi (telepadi.folha.com.br), hospedado no site da Folha.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem