Zapping - Cristina Padiglione

Jornalismo da Record acordará mais cedo a partir desta quinta

Com antecipação do Balanço Geral Manhã, Igreja Universal perde uma hora da madrugada

Bruno Peruka no cenário do Balanço Geral Manhã (Record)
Bruno Peruka no cenário do Balanço Geral Manhã (Record) - Edu Moraes/Record

A Igreja Universal vai perder espaço na madrugada da Record TV. A partir desta quinta (15), a programação jornalística começará mais cedo, às 5h, seguindo uma tendência que já vale para o SBT e a Globo (onde o Hora 1 começa às 4h). Há cada vez mais gente acordada a esta hora.

O Balanço Geral Manhã, hoje exibido às 6h, começará uma hora mais cedo. Com isso, o São Paulo no Ar entrará em cena às 7h e o Fala Brasil, às 8h55. A mudança faz subir de 13 para 14 horas o espaço jornalístico diário da Record. Somando o Hoje em Dia, que também abraça uma dose de informação, são de 15 a 16 horas ao vivo diárias.

Certa de que a TV ao vivo é o ponto mais forte do futuro da TV aberta, a rede de Edir Macedo passa a ter 80 horas semanais de jornalismo e 100 horas ao vivo por semana, um pacote que que exclui praticamente apenas as novelas.


O ÚLTIMO A SABER

Em cena prevista para ir ao ar a partir do dia 21 na novela “A Dona do Pedaço”, Britney (Glamour Garcia) finalmente revela a Abel (Pedro Carvalho) que é transgênero, como todos já sabem. O namorado se sente enganado por ela e despreza os sentimentos da jovem. Britney fica arrasada. 

Cena de novela A Dona do Pedaço
Britney (Glamour Garcia) conta para Abel (Pedro Carvalho) que é trans na novela "A Dona do Pedaço", da Globo - Paulo Belote/Divulgação

AGORA VAI

Patrícia Abravanel apresentou nesta terça (13) o cenário do novo Topa ou Não Topa, programa que ela passa a apresentar no SBT a partir de sábado (17) às 15h30. “A escolha do formato foi 100% do meu pai”, disse ela, sobre Silvio Santos. “Fiquei apreensiva, mas quando gravei, vi que ele estava certíssimo. Meu pai é um gênio”.


MÃE É MÃE

Ao notar que a mudança de horário do Momento Papo de Mãe surtiu efeito, a TV Cultura resolveu espichar sua edição diária para 30 minutos e voltará a chamá-lo como Papo de Mãe, nome original da atração comandada por Mariana Kotscho e Roberta Manreza.

A partir do dia 2, o programa ganha contribuição de afiliadas da Cultura, espaço para que as apresentadoras exerçam seus papéis maternos e participação do público por Whatsapp.

A edição de estreia contará com a atriz Samara Felippo, mãe da Alícia e da Lara, que falará sobre autoestima da criança negra. No ar de segunda a sexta, às 18h.

Papo de Mãe fala sobre autoestima da criança negra
As apresentadoras do Papo de Mãe, da TV Cultura, Mariana Kotscho (esq.) e Roberta Manreza (dir.) recebem a socióloga Najara Costa e a atriz Samara Felippo para falar sobre autoestima da criança negra - Divulgação

Zapping - Cristina Padiglione

Cristina Padiglione, 48, é jornalista e escreve sobre assuntos relacionados à televisão. Ela cobre a área desde 1991, quando a TV paga ainda engatinhava. Ela passou pelas Redações dos jornais Folha da Tarde (1992-1995), Folha (1997-1999) e O Estado de S. Paulo (2000-2016), entre outras publicações. Ela também tem o blog Telepadi (telepadi.folha.com.br), hospedado no site da Folha.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias