Biblioteca da Vivi

Ansiedade e medo para a adaptação de 'Cem Anos de Solidão' que será feita pela Netflix em série

Obra de Gabriel García Márquez pode virar sucesso dos seriados

O autor Gabriel Garcia Marquez, na Cidade do México
O autor Gabriel Garcia Marquez, na Cidade do México - Xinhua

Mais uma vez, o livro “Cem Anos de Solidão” (R$ 59,90, 448 págs., Record) é a sugestão desta coluna. O motivo, contudo, é novo. Pela primeira vez, o romance fantasioso do colombiano Gabriel García Márquez (1927-2014) será transformado em série.

E por ninguém menos do que pela gigante dos vídeos sob demanda Netflix.

Uma das condições impostas pelos herdeiros de Gabo é que a obra seja falada em espanhol, para conservar a magia do idioma, impregnada na história.

A saga se passa no fictício vilarejo de Macondo, um lugar isolado do mundo e com influências da infância do escritor. Rodrigo e Gonzalo García, filhos dele, serão produtores-executivos.

Quem nunca leu tem agora uma boa chance de conhecer a obra de Gabriel García Márquez, enquanto os fãs do romace guardam o medo que todos têm ao ver um clássico da literatura adaptado ao cinema.

Não foram muitos os que resultaram em algo à altura da obra que os originou. Mas a atitude da Netflix é corajosa, válida e pode ser um sucesso. Aguardemos.

Biblioteca da Vivi

Vivian Masutti, 34, é jornalista formada pela Cásper Líbero e bacharel em letras (português e francês) pela USP (Universidade de São Paulo), onde também cursou a Faculdade de Educação e obteve licenciatura plena em língua portuguesa. No Agora, é coordenadora da Primeira Página.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias