Aventura na cozinha

Aprenda a preparar pudim de laranja com suco da fruta, em vez do clássico de leite

Receita ganha cara festiva com calda de raspas

Pudim de laranja leva suco da fruta Juliana Ventura/Folhapress

Olá, cozinheiros! Bem-vindos a mais uma aventura na cozinha!

Este não é um texto sobre doce com furinhos ou sem furinhos --mesmo porque pudim bom é aquele que nós gostamos. Este é um texto sobre a mistura de ingredientes perfeita, com doçura e ácido, é sobre o pudim de laranjas, quitute feito com maestria por minha bisavó. É sobre a receita que, segundo meu pai, chega quase lá.

Não consegui chegar à perfeição familiar, mas não me abalo. Subjetivamente, memórias afetivas podem pregar peças. E, objetivamente, receitas antigas são complicadas de reproduzir. Às vezes, por falta de medidas precisas, outras por ingredientes que não existem mais e também porque provavelmente o forno da minha bisavó funcionava à sua própria maneira.

Dona Lucília já usava leite condensado, invenção do século 19 (ainda que adição de açúcar tenha vindo depois), em sua receita. Mas um de pudim de laranjas dessa época, segundo o "Dicionário do Doceiro Brasileiro" (ed. Senac São Paulo) podia levar apenas ovos, açúcar e laranjas e era cozido em folha, “dentro de um tacho com água fria, devendo, porém, ter-se o cuidado de não deixar a água entrar na folha quando começar a ferver”. Um banho-maria que parece um bicho-de-sete-cabeças.

Nada disso. A receita aqui é simples. Usa o leite condensado à favor da confeitaria brasileira e o liquidificador como peça-chave. O creme à base de ovos e leite ganha a companhia do suco de três laranjas (além das raspas) para uma iguaria daquelas bem doces como o povo gosta, mas com um toque cítrico que a faz ganhar algo de festivo, sofisticado e diferente.

Indico uso das aromáticas laranjas-bahia, saborosas e com casca cheirosíssima que deixa a casa perfumada. Outras variedades também podem funcionar, essa fica perfeita. Outra dica: a calda demora mesmo para caramelizar, não se estresse, mantenha o fogo baixo e vá virando a forma. Ótima terapia para passar o tempo durante o distanciamento social.

Vamos para a cozinha? Até a próxima!


PUDIM DE LARANJA

Dificuldade: Médio
Rendimento: 8 pessoas

Ingredientes
Para o pudim
395 g de leite condensado
4 ovos
Suco de 3 laranjas-bahia
1 colher (sopa) de raspas de laranja

Para a calda
1 xícara (chá) de açúcar refinado
1/2 xícara (chá) de água
2 colheres (sopa) de licor de laranja
Tiras finas de casca de uma laranja-bahia

MODO DE PREPARO

  1. Bata todos os ingredientes do pudim no liquidificador por cerca de três minutos. Deixe descansar até que as bolhas subam à superfície.

  2. Coloque o açúcar em uma forma de buraco e aqueça em fogo baixo. Vá virando a forma para caramelizar o açúcar sem queimar.

  3. Com a ajuda de uma colher espalhe o caramelo pelas paredes da forma.

  4. Despeje o líquido do pudim com cuidado.

  5. Asse em forno a 180ºC por cerca de 1h30 em banho-maria. Deixe a primeira hora, coberto com papel-alumínio. Ao final, o pudim deve estar firme, mas não duro.

  6. Tire o pudim do forno, deixe esfriar e leve à geladeira por pelo menos duas horas.

  7. Desenforme.

  8. Use o caramelo que ficou na forma para fazer mais calda, adicionando o licor e meia xícara de água.

  9. Leve ao fogo baixo até derreter todo o açúcar.

  10. Acrescente as tiras de casca de laranja e depois verta a calda sobre o pudim.

(A)ventura na cozinha

Juliana Ventura, 35, é jornalista formada pela PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo), pós-graduada em gastronomia pela Universidade Anhembi Morumbi e professora de culinária para crianças.
email: aventuranacozinha@grupofolha.com.br
Instagram: @venturanacozinha

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem