Aventura na cozinha

Couve-flor gratinada com molho branco e queijo é ideal com carnes brancas

Sabores picantes do alho e da noz-moscada agregam à receita

Couve-flor ao molho branco e gratinada na travessa
Couve-flor ao molho bechamel no ponto em que está cozida, mas ainda firme à mordida - Divulgação

Descrição de chapéu Agora

Bem-vindos a mais uma aventura na cozinha!

Alguns dirão que couve-flor é sem gosto. Eu discordo e tenho certeza de que a receita de hoje vai mudar pensamentos. De fato, a hortaliça é o mais pálido membro de sua família vegetal —ela é parente do repolho, do brócolis e da mostarda, entre outros. Isso não significa que seja insossa.

Pela cor clara, é conhecida por fazer parte de uma “cozinha branca” e vai bem com peixe e frango. É possível fazer couve-flor salteada em frigideira, dourando-a até quase queimar, ou mesmo fritar seus floretes em óleo quente (ou empaná-los) e servi-los com molho de tahine, pasta árabe de gergelim. E estes são apenas alguns exemplos!

Na receita de hoje, os sabores picantes do alho e da noz-moscada no molho bechamel e o salgado do queijo para gratinar fazem ótima combinação. E é possível brincar com ingredientes, incluindo queijos fortes, especiarias picantes e conservas salgadas (como alcaparras e anchovas).

Para o gratin que ensino aqui, é preciso prestar atenção a alguns detalhes. Primeiro: esta hortaliça não é cozida previamente, apenas colocada em água fervente para amolecer levemente. Isso é muito importante. Como ela vai ao forno com molho bechamel, continua cozinhando. Se já estiver cozida, pode virar papa. O ideal é que a couve-flor esteja cozida, mas ainda crocante ao morder.

Também recomendo usar o leite integral para fazer o bechamel, nosso molho branco. É possível usar leite semidesnatado, desnatado ou até sem lactose. Mas a verdade é que o molho feito com o tipo integral é mais untuoso e saboroso.

Também prefiro usar queijo e noz-moscada ralados na hora. A qualidade e o sabor são superiores.
Ao fazer o bechamel, se você tem medo de errar e empelotar o molho, siga o passo a passo com rigor e use o batedor de arame.

Começar com um creme de manteiga e farinha e ir adicionando o leite aos poucos, enquanto mexe, é garantia de um molho lisinho.

Vamos para a cozinha? Até a próxima!
 


COUVE-FLOR GRATINADA

Ingredientes

1 cabeça de couve-flor média
50 g de manteiga sem sal
¼ xíc. (chá) de farinha de trigo
500 ml de leite integral
1 dente de alho amassado
1 xíc. (chá) de queijo parmesão ralado fino
¼ col. (café) de noz-moscada em pó ou ralada na hora
Sal e pimenta-do-reino a gosto

Rendimento: 8 porções
Dificuldade: Médio

Modo de fazer

  1. Corte a couve-flor em pequenos floretes e lave bem. Adicione o vegetal em água fervida (suficiente para cobri-lo), com o fogo já desligado.

  2. Deixe na água por cinco minutos, para amolecer levemente. Escorra.

  3. Em uma panela, derreta a manteiga. Adicione o alho e a farinha e mexa bem com um batedor de arame. Ainda mexendo, adicione o leite.

  4. Deixe cozinhar por cerca de cinco minutos, e o molho deverá engrossar.

  5. Coloque o sal, a pimenta e a noz-moscada para finalizar o bechamel. Em uma travessa, disponha os floretes e despeje o molho por cima.

  6. Cubra com o queijo e gratine em forno médio por cerca de meia hora, até dourar bem.

 

(A)ventura na cozinha

Juliana Ventura, 33, é jornalista formada pela PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo), pós-graduada em gastronomia pela Universidade Anhembi Morumbi e professora de culinária para crianças.
email: aventuranacozinha@grupofolha.com.br
Instagram: @venturanacozinha

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem