Alexandre Orrico

BBB 21: O que o sobe e desce de seguidores diz sobre o pódio

Popularidade no Instagram pode dar pistas sobre os finalistas

Juliette manteve um crescimento constante da base, alto engajamento, além de ser proporcionalmente a participante que mais cresceu em número de seguidores - no instagram @juliettefreire
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

A análise do número de seguidores sempre foi importante para entender melhor a popularidade de quem está no BBB. É uma forma do público expressar apoio ou rejeição, que ficou ainda mais popular na edição deste ano, com estratégias e equipes dedicadas para os perfis dos participantes nas redes sociais.

Se o sobe e desce das redes pode ser um termômetro da torcida de cada um, o que dizem os dados do Instagram, por exemplo? Usei o CrowdTangle, ferramenta do próprio Facebook, para dar uma olhada. Agora que chegamos à metade do programa, será que dá para tentar chutar um pódio?

Sob quase todas as métricas possíveis, Juliette é a mais popular. Manteve um crescimento constante da base, alto engajamento, além de ser proporcionalmente a participante que mais cresceu em número de seguidores: são quase 14 milhões, apenas atrás de Viih Tube, que tem 17,4 milhões, mas a youtuber cresceu bem menos do que a paraibana desde o início do programa. Parece seguro afirmar, a esta altura, que Juliette tem um lugarzinho assegurado no pódio.

Excluindo Projota, que sairá nesta terça em mais um paredão sem surpresas, dá para dividir a galera em dois grupos: de um lado Juliette, Sarah, Gil, Fiuk, Camila e João, o grupo mais popular e, portanto, com mais chances. No outro, Carla Diaz, Rodolffo, Caio, Pocah, Thaís, Arthur e Viih Tube, o grupo menos popular.

Dá para dizer que Pocah, Thaís e Arthur já estão fazendo hora extra. O baixíssimo engajamento nas postagens Viih Tube, a inimiga do banho, também diz isso, embora o monstruoso número de seguidores da paulista possa surpreender em um eventual mutirão.

Sarah e Gil tiveram juntos uma queda no número de seguidores, em um movimento que começou quando Sarah elogiou Bolsonaro e passou pela volta de Carla Diaz do paredão falso, que mexeu bastante com as emoções dos dois. Ajudaram na queda os desentendimentos que tiveram com Juliette; mas a fuga de seguidores está estabilizada e dá sinais de recuperação.

Carla, aliás, teve uma pequena curva de popularidade quando voltou, mas que não parece se manter: é o efeito Arthur. Já João e Camila crescem pouco a pouco, devagar e sempre, refletindo o comportamento dos dois no jogo.

Com base nos dados, Juliette, Sarah, Gil, Fiuk, Camila e João têm as maiores chances de ocupar o pódio do BBB21. É claro que a Globo irá lançar mão de ferramentas e mudanças nas dinâmicas da casa para tornar o jogo menos previsível. Deixando os dados um pouco de lado, vou aproveitar para registrar o meu pódio do coração: Gil, Juliette e Fiuk, não necessariamente nesta mesma ordem.

Dados do CrowTangle

Alexandre Orrico

Foi repórter e editor da seção de tecnologia da Folha entre 2009 e 2015. Colaborador da Folha, hoje trabalha para a ICFJ (International Center for Journalists) e edita o Núcleo Jornalismo.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem