Cinema e Séries

Netflix diz que 'Klaus' é um sucesso com quase 30 milhões de visualizações no mundo

Filme entra para a lista dos originais mais assistidos do serviço de streaming

Cena do filme "Klaus"
Cena do filme "Klaus" - Netflix/Handout/Reuters
Los Angeles

O filme de animação da Netflix “Klaus” foi assistido em quase 30 milhões de lares, à nível global, durante seu primeiro mês no ar. Com isso, ele entra para a lista dos filmes originais mais assistidos do serviço de streaming, segundo dados da empresa fornecido à Reuters.

“Klaus”, uma história de como o Papai Noel surgiu, é o primeiro filme de animação original da Netflix e parte de um esforço para construir uma catálogo de programação familiar, uma vez que a empresa compete com novos rivais de streaming, incluindo a Walt Disney.

A Netflix libera, seletivamente, apenas os números de visualizações para a programação considerada de sucesso, e os números não são verificados por terceiros. A empresa conta uma visualização quando uma conta transmite, pelo menos, 70% de um filme.

“Klaus” atraiu muitas visualizações repetidas, as quais não estão incluídas nos quase 30 milhões, segundo a Netflix. O número reflete a audiência nos primeiros 28 dias desde sua estreia, em 15 de novembro.

Feito principalmente usando animação desenhada à mão, o filme conta a história de um carteiro egoísta e um fabricante de brinquedos recluso que formam uma amizade improvável. Foi escrito e dirigido pelo animador espanhol e criador de “Despicable Me”, Sergio Pablos, e apresenta as vozes de J.K. Simmons e Jason Schwartzman.

A plataforma ainda planeja lançar vários filmes de animação para crianças e famílias no próximo ano, segundo Melissa Cobb, vice-presidente de animação original da companhia. Eles incluem a comédia “The Willoughbys”, uma adaptação de um livro infantil e o musical “Over the Moon”.

Maior serviço de streaming do mundo, a Netflix possui mais de 158 milhões de assinantes, mas está enfrentando com a nova concorrência da Disney, que tem removido seus filmes, colocando-os no serviço de streaming Disney +.

Reuters
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem