Cinema e Séries

Apresentadora do Prêmio Sexy Hot, Natália Klein diz que tensão sexual excita mais que penetração

Humorista é primeira mulher no comando do 'Oscar do pornô' brasileiro

A atriz, roteirista e humorista Natalia Klein, que apresentará o Prêmio Sexy Hot Ricardo Borges/UOL

Márcia Soman
São Paulo

humorista Natalia Klein, 34, diz que o convite para apresentar a edição deste ano do Prêmio Sexy Hot, que acontece nesta terça-feira (6) em São Paulo, foi uma surpresa. Não só ela se considera a pessoa menos sexy que conhece, como também não é adepta dos filmes pornô e afirma que a tensão sexual é muito mais sexy, para ela, que um close de penetração.

Klein conta ao F5 que chegou a pensar que o convite para a apresentação do prêmio, feita por telefone, era um trote. “Eu fiquei tipo: ‘Ahã, tá’. Achei que era um amigo ou alguém me ligando numa pegadinha. Perguntei: ‘Por que eu?’”

A coisa mais ousada que (quase) fez foi transar com um casal de amigos gays. Quando a convidaram para apimentar a relação, ela se sentiu tentada, mas logo veio o lado prático e rejeitou a proposta. “Ou eu ia ser completamente ignorada pelos dois, ou eles iam me dar muita atenção e haveria esse excesso de pênis em mim. Nenhum dos dois me pareceu confortável”, lembra.

Com o marido, o roteirista Lucas Hoffman, diz não praticar muitas fantasias. “Trabalho com comédia, sou muito cínica. Se eu vir meu marido vestido de bombeiro, vou rir, não vou conseguir me concentrar. Eu acho tudo muito engraçado."

A escolha de Klein para ser a primeira mulher a comandar a entrega dos troféus do cinema pornô brasileiro em seis edições foi para trazer um humor mais refinado e um olhar feminino para a cerimônia, que já foi apresentada pelos atores Leo Jaime e Sergio Loroza. Serve ainda para tentar atrair um público que, como ela, não é telespectador adepto dos sites de filmes pornô.

“Eles [produção do prêmio] não querem o humor escrachado. A ideia não é fazer piada com homenageados ou que se sintam ridicularizados. É uma cerimônia importante em que muitos deles levam seus familiares, suas mães”, diz.

Klein afirma que a produção não proibiu nenhum tema ou piada. Para garantir que faça jus ao seu humor caracteristicamente sarcástico sem ultrapassar a linha muitas vezes tênue entre a brincadeira e a ofensa, a carioca diz usar sua própria “bússola moral”.

“Eu me preocupo com que os profissionais homenageados se divirtam e me baseio nos meus próprios limites. Eu me guio pelos meus valores, pela minha compaixão pelos outros”, explica, acrescentando pouco depois que a comédia, seja para falar de sexo explícito ou de temas mais cotidianos, é sempre uma análise de risco. “É impossível não ofender ninguém.”

Para ajudar na apresentação, Klein contará com o humorista Paulinho Serra, que ficará a cargo da interação com a plateia, em um esquema de improviso. Já entre os entregadores do troféu, estão Valesca Popozuda, MC Carol, Antônia Fontenelle, Marcos Chiesa e as drags queens Aretuza Lovi e Tchaka.

Antes disso, afirma, teve de refletir sobre seus próprios preconceitos em torno da indústria pornô. Klein viu poucas vezes filmes de sexo explícito e diz que nunca foi fã desse tipo de produção. Como muitas mulheres, não sente que os filmes são feitos para o público feminino em roteiros em que as preliminares são quase inexistentes.

Para apresentar a entrega dos prêmios da indústria pornô, viu alguns trechos das obras que concorrem na cerimônia. “A maioria do que a gente conhece de pornô não poderia ser menos interessante para mim. Uma cena de uma mão encostando em uma mulher pode ser tão mais sexy do que aquele close do peru entrando."

Se fosse convidada a escrever um roteiro de filme pornô, acrescenta, seria justamente para o público feminino. "Botaria mais tensão sexual, que é muito mais sexy que a penetração. Aquele momento será que vão, será que não vão.”

Ela diz ainda que o tipo de sexo exibido pelos filmes pornô passa uma visão irrealista das relações sexuais para os homens. "O pornô mostra que não precisa preliminar nenhuma, que a mulher vai gozar, e que vai ser lindo. A vida tem suor, às vezes não rola, às vezes um vai primeiro e o outro não vai. Há muitas variáveis. Esse tipo de expectativa cria uma frustração muito grande."

No roteiro do prêmio, escrito por ela, Klein antecipa que fará justamente uma piada sobre uma trama mais realista. A mulher está com problema no gás. O homem contratado para consertar o problema chega e eles…. não transam. 

"Ele chega e vai consertar o gás, que é uma questão de segurança. Depois ele vai embora, eles trocam contatos de WhatsApp, conversam a semana toda, saem em um encontro, ficam a fim um do outro e depois transam”, afirma a roteirista, responsável pelo blog Adorável Psicose, sobre o cotidiano feminino, que inspirou cinco temporadas da série homônima no Multishow.

REPRESENTATIVIDADE FEMININA

Klein relata que foi criticada nas redes sociais quando contou aos seguidores (49,2 mil no Instagram e 19,1 mil no Twitter) que seria a mestre-de-cerimônias do "Oscar pornô" diante de muitas produções em que as mulheres são tratadas como mero objeto sexual, sem qualquer respeito aos seus desejos.

Inspirada pelos comentários, a humorista decidiu pesquisar mais sobre o universo pornô brasileiro e comemora o crescimento nos últimos anos da representatividade feminina para além das telas, com mulheres roteiristas e diretoras.

"Há um movimento de mulheres empoderadas, que não querem se ver como coitadas. Elas escolheram essa profissão e querem fazer o melhor trabalho possível”, afirma ela, que cita como exemplo Mila Spook, primeira mulher a vencer a categoria de melhor diretor no Sexy Hot do ano passado.   "Vejo que existe uma mudança, a gente está abrindo espaço para outros tipos de pornô. Quem sabe assim nós mulheres vamos gostar de pornô?"

Produzido pelo canal Sexy Hot, o prêmio será entregue nesta terça-feira (6) em São Paulo. Neste ano, a principal novidade é a volta de categorias LGBT, ausentes na edição anterior por falta de inscritos. Das 17 categorias, 5 são dedicadas a produções do tipo, como melhor cena homo feminina e masculina e melhor cena transexual.

Os premiados são definidos por votação popular pelo site do prêmio, encerrada na semana passada. A cerimônia pode ser vista ao vivo no canal do Sexy Hot no YouTube, a partir das 21h. 

CONFIRA OS INDICADOS DA 6ª EDIÇÃO DO PRÊMIO SEXY HOT

MELHOR ATRIZ HOMO FEMININA

Patricia Kimberly
Filme: "Amarradas e Dominadas"
Selo: Fetishboxxx

Giovanna Bombom
Filme: "As Aventuras de Giovana Bombom"
Selo: Black Brothers

Bruninha Fitness
Filme: "Loira Voraz 3"
Selo: Fita Safada

MELHOR CENA DE FETICHE

Patricia Kimberly
Filme: "Amarradas e Dominadas"
Selo: Fetishboxxx

Bia Roman e Dany Skyli
Filme: "Bound up"
Selo: Xplastic

Amanda Souza e Loupan
Filme: "Traições e Fetiches"
Selo: Hardbrazil

MELHOR CENA DE SEXO ORAL

Dreadhot e Alemão
Filme: "Sugar Baby"
Selo: Xplastic

Marcella Schultz e Loupan
Filme: "Treinar ou Gozar"
Selo: Hardbrazil

Amanda Souza, Elisa Sanches e Capoeira
Filme: "Triângulo Sexual"
Selo: Fita Safada

MELHOR CENA DE MENAGE

Carolina Carioca, Cinny Burgos e Jack Kallahari
Filme: "Boas Entradas"
Selo: redfire

Mila Spook, Debora Blu e Nan
Filme: "O que Trazes pra Mim"
Selo: Xplastic

Amanda Souza, Elisa Sanches e Capoeira
Filme: "Triângulo Sexual"
Selo: Fita Safada

MELHOR ATRIZ HETERO

Mary Luthay
Filme: "Massagem Excitante"
Selo: Sexfoxx

Mia liz
Filme: "Violada ao Extremo"
Selo: Brad montanaS

Dreadhot
Filme: 'Sugar Baby"
Selo: Xplastic

MELHOR CENA DE DUPLA PENETRAÇÃO

Luna Oliveira, Jack Kallahari e Vinny Burgos
Filme: "Brad sex in rio"
Selo: Brad montana

Mirella Mansur, Nego Catra e Tony Tigrão
Filme: "Promessa é dívida"
Selo: Hardbrazil

Yana Morgana, Mark But, Eduardo Lima, Vinny Burgos e Felipe Costa
Filme: "Taras de Yana Morgana"
Selo: Redfire

MELHOR DIRETOR

Fabio Silva
Filme: "La Casa de Raquel"
Selo: Hardbrazil

Lidy Silva
Filme: "Massagem Excitante"
Selo: Sexfoxxx

Paul Wild
Filme: "Start up das loiras"
Selo: WS Produções

REVELAÇÃO DO ANO HETERO

Luna Oliveira
Filme: "Casting Brad Montana"
Selo: Brad Montana

Mario
Filme: "Loira Voraz 2"
Selo: Fita Safada

Alemão
Filme: "Sugar Baby"
Selo: Xplastic

MELHOR ATRIZ TRANS

Deborah Tavares
Filme: "Só queria sexo mesmo"
Selo: Tsraw

Amanda Fialho
Filme: "Tentação Tropical"
Selo: Panda Lust/Trans Angels

Carla Novaes
Filme: "Trocando o óleo"
Selo: Vídeos made in brazil

MELHOR CENA DE ORGIA/GANG BANG

Amanda Souza, Mirella Mansur, Polly Petrova, Ed Junior e Loupan
Filme: "Ilha da Perdição III"
Selo: Hardbrazil

Elisa Sanches, Giovana Bombom, Suzy Anderson, Indyara Dourado, Eduardo Lima, Fred Salazar, Jack Kallahari e Felipe Fosta
Filme: "Resenha do Brad"
Selo: Brad montana

Yana Morgana, Mark But, Eduardo Lima, Vinny Burgos e Felipe Costa
Filme: "Taras de Yana Morgana"
Selo: Redfire

MELHOR CENA DE SEXO ANAL

Ed Junior e Amanda Borges
Filme: "A hóspede desejada"
Selo: WS Produções

Elisa Sanches, Eduardo Lima e Vinny Burgos
Filme: "Elisa, Campeã Anal"
Selo: "Brad Montana"

Loupan e Mary Luthay
Filme: "Massagem Excitante"
Selo: Sexfoxxx

REVELAÇÃO DO ANO LGBT

Bellatrix
Filme: "Diga sim para a Yoga"
Selo: Panda Lust/Trans angels

Victoria Neves
Filme: "Escravinha T"
Selo: Tsraw

Yure Oberon
Filme: "Yure Oberon e Christianhupper"
Selo: Hotboys

MELHOR ATOR HETERO

Ed Junior
Filme: "Amor e Traição"
Selo: Hardbrazil

Loupan
Filme: "Massagem Excitante"
Selo: Sexfoxxx

Vinny Burgos
Filme: "Show de Vizinha"
Selo: Brad Montana

MELHOR CENA HOMO FEMININA

Alessandra Maia e Dreadhot
Filme: "Sugar Baby"
Selo: Xplastic

Giovanna Bombom e Patrícia Kimberly
Filme: "As Aventuras de Giovana Bombom"
Selo: Black Brothers

Mayanna Rodrigues e Patricia Kimberly
Filme: "Amarradas e Dominadas"
Selo: Fetishboxxx

MELHOR CENA TRANSEXUAL

Bellatrix e Victor Hugo
Filme: "Diga sim para a Yoga"
Selo: Panda Lust/Trans angels

Lilith Scarlett, Victoria Carvalho, Samara de Macedo, Juliana Leal, Geane Peron e Chrystal
Filme: "Pau e Buceta"
Selo: Tsraw

Carla Novaes e Capoeira
Filme: "Trocando o Óleo"
Selo: Vídeos made in brazil

MELHOR FILME HETERO

Fabio Silva
Filme: "La Casa de Raquel"
Selo: Hardbrazil

Lidy Silva
Filme: "Massagem Excitante"
Selo: Sexfoxxx

Roy Lp
Filme: "Sugar Baby"
Selo: Xplastic

MELHOR FILME SEXY HOT PRODUÇÕES

Paul Wild
Filme: "App"
Selo: WS Produções

Javier Falcon
Filme: "Atração"
Selo: J3

Paul Wild
Filme: "Ano Novo"
Selo: WS Produções

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias