Cinema e Séries

George R.R. Martin pode escrever um final diferente para 'Game of Thrones'

'Vou escrever e vocês todos poderão ter sua opinião'

George R. R. Martin
George R. R. Martin - Jason Merritt/AFP

O escritor americano George R.R. Martin insinuou que pode decidir escrever um final diferente nos últimos dois livros de sua saga "Game of Thrones", após o final da série que acabou deixando muitos fãs decepcionados. 

Depois de publicar entre 1996 e 2011 cinco volumes da série de romances "Crônicas de Gelo e Fogo", nos quais se baseia "Game of Thrones", o escritor parou de escrever.

O sexto livro, "Winds of Winter" ("Os Ventos do Inverno"), ainda está em processo de escrita, lembrou o autor em mensagem postada na noite de segunda-feira em seu blog. Martin também prevê um sétimo volume, "Spring Dream".

Por falta de material literário, os roteiristas da série tiveram que conceber por conta própria o final, seguindo as indicações de Martin. "Como terminará a série de livros?", escreveu Martin, que mora em Santa Fé, no Novo México.  "O mesmo que a série? Com um final diferente? Bem ... sim, e não, e sim, e não, e sim, e não, e sim", prosseguiu. "O livro ou a série, qual será o final 'real'?", questionou.

"É uma pergunta idiota, quantas filhos Scarlett O'Hara teve?", perguntou ainda, em referência à personagem de "... E o Vento Levou", cuja heroína teve vários filhos no romance, mas apenas um no filme. "O que acham disso? Vou escrever, vocês vão ler, e então todo mundo pode ter sua opinião e debater online", disse o escritor de 70 anos. 

O fim da série frustrou centenas de milhares de fãs de "GoT", que censuram os autores por terem corrido com os últimos episódios. Uma petição lançada no site Change.org solicita que a oitava temporada seja refeita "com escritores competentes". Nesta terça, já possuía perto de 1,4 milhão de assinaturas. 

Em seu blog, George R.R. Martin diz que atualmente está colaborando com a HBO, o canal que transmite "Game of Thrones", em cinco novas séries. Ele também trabalha em dois projetos com o Hulu, a nova plataforma da Disney.

AFP
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias