Cinema e Séries

Diretores de 'Vingadores' divulgam carta com pedido para fãs evitarem spoilers do novo filme

Último longa da série estreia nos cinemas na próxima semana

Tony Stark (Robert Downey Jr.) em cena de "Vingadores: Ultimato"
Tony Stark (Robert Downey Jr.) em cena de "Vingadores: Ultimato" - Divulgação

São Paulo

A pouco mais de uma semana da estreia do filme “Vingadores: Ultimato”, os diretores divulgaram nas redes sociais uma carta pedindo aos fãs que evitem dar spoilers sobre o longa que encerra a principal sequência da Marvel. “Não revele o filme para os outros, como não gostaria que os outros revelassem a você”, afirmam os irmãos Russo. 

Essa não é a primeira vez que os diretores Anthony e Joseph Russo usam as redes sociais para pedir a colaboração dos fãs na contenção de spoilers. Antes do lançamento de “Vingadores: Guerras Infinitas”, eles também divulgaram uma carta terminando com a frase “Thanos exige seu silêncio”, a mesma frase usada no comunicado atual. 

“Saibam que nós, junto com todos os envolvidos no ‘Ultimato’, trabalhamos incansavelmente nos últimos três anos com a intenção de mostrar um final surpreendente e emocionalmente poderoso”, afirmam eles. “Como muitos de vocês investiram seu tempo, seus corações e suas almas nessas histórias, estamos novamente pedindo sua ajuda”.

Apesar do pedido, alguns vazamentos do filme já aconteceram nos últimos dias. Segundo o jornal Los Angeles Times, a divulgação das cenas fez com que alguns fãs declarassem no Twitter o medo de novos spoilers, chegando a anunciar a saída das rede sociais. Alguns dos vídeos já foram removidos por violação de direitos autorais. 

O 22º filme da franquia da Marvel estreia no dia 25 de abril, mas os ingressos já estão a venda. O presidente da Marvel Studios, Kevin Feige, 45, afirmou que já assistiu ao filme e afirmou que está “orgulhoso e satisfeito” com o resultado. “Não chorei dessa vez, mas chorei várias vezes ao longo do caminho. Tenho o direito de me emocionar.”

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem