Carnaval 2018

Geisy Arruda diz que não é da Globo, mas conseguiu arrecadar R$ 10 mil com seu brechó

A modelo e blogueira está fazendo sucesso vendendo suas peças na internet

Geisy Arruda no camarote do Sambódromo do Anhembi
Geisy Arruda no camarote do Sambódromo do Anhembi - Sidney Gonçalves

Sidney Gonçalves do Carmo
São Paulo

Conhecida por ter sido hostilizada por usar um vestido curto em uma universidade em São Paulo, Geisy Arruda, 28, afirmou que adora mudar de estilos e resolveu se desfazer de parte de suas roupas e acessórios.

A modelo estava na noite deste sábado (10) no Sambódromo do Anhembi para acompanhar o Carnaval paulista. "Tenho muita roupa que ganho que não me serve porque as pessoas não acertam meu número. Tenho tanta roupa nova que precisava fazer rodar de uma maneira barata para que as pessoas pudessem comprar."

A ideia da modelo e blogueira é repassar para as suas seguidoras, por um preço barato, peças que vestiu apenas uma vez ou que nunca usou. Em duas semanas de brechó, a modelo e empresária afirmou que já vendeu cerca de R$ 10 mil.


Rita Cadillac é barrada em estúdio da Globo após desfile da Rosas de Ouro

'Não fico mais musculosa porque não consigo', afirma Juju Salimeni, rainha de bateria da X-9

Com forte gripe, Sabrina Sato tomou injeção e antibióticos para desfilar pela Gaviões


Arruda afirmou que "Os Desapegos da Geisy" vão durar pelo menos mais duas semanas. "Uma parte do dinheiro será doada para uma ONG que cuida de cachorros abandonados. Tenho algumas instituições em mente, mas ainda não escolhi uma. A outra parte vai para mim porque não sou hipócrita."

Questionada se as empresas poderiam parar de lhe dar roupa devido ao brechó, Arruda afirmou que não porque sempre usa e divulga as peças. "Estou colocando no desapego peças que não me servem, que fazem parte de meus estilos anteriores. Estou passando para frente coisas que não me fazem falta."

A modelo afirmou ainda que está contente com o valor arrecadada até o momento porque isso demonstra o carinho que as pessoas têm por ela. "Não sou atriz da Globo, não estou em uma novela das nove, mas tenho pessoas que se espelham em mim e querem copiar os meus 'looks'.

A empresária diz que se tornou referência da classe C, à qual representa. "Costumo dizer que sou Cinderela do Povão. Aquela pessoa que passou os 15 minutos de fama, mas ainda é aceita pela mídia equerida do público."

Como toda geminiana, diz Arruda, praticar o desapego é "libertador e uma forma de presentear as pessoas, como fui presenteada". "Nesses nove anos mudei meu estilo várias vezes e hoje sou uma nova mulher."

Há cinco anos, Geisy Arruda cobre os bastidores do Carnaval paulista pela RedeTV!, como repórter especial.

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem