Carnaval 2018

'Faria tudo de novo', diz Renata Teruel sobre briga com Tati Minerato

Suspensa pela Gaviões, Teruel foi convidada para ser musa da Unidos de Padre Miguel 

Renata Teruel foi convidada para ser musa da Unidos de Padre Miguel após ser suspensa pela Gaviões da Fiel
Renata Teruel foi convidada para ser musa da Unidos de Padre Miguel após ser suspensa pela Gaviões da Fiel - Rubens Cavallari/Folhapress

Laís Gomes, do UOL
Rio de Janeiro

Há algumas semanas, Renata Teruel passaria despercebida entre tantas musas e rainhas de bateria no Rio, mas, depois de protagonizar o maior barraco do carnaval paulistano ao brigar com Tati Minerato no ensaio técnico da Gaviões da Fiel, a modelo não passa mais incólume.

Suspensa, ela foi convidada para ser musa da Unidos de Padre Miguel aos 45 do segundo tempo e ainda aproveitou a estrutura da fantasia que usaria na escola de São Paulo, antes de ser cortada pela direção.

Teruel contou que está vivendo um sonho ao participar do Carnaval do Rio. "Já fui convidada pra desfilar no Rio, mas priorizava e me dedicava à Gaviões. Posso dizer que estou vivendo um sonho. A Unidos está me tratando de uma forma única. Nunca fui tão bem recebida. Minha fantasia está linda. O Gui Alves reaproveitou parte da que eu usaria em São Paulo, mas fez uma nova e está um escândalo, bem pequenininha”, contou.

Questionada sobre a briga, que acabou viralizando na internet, ela disse que não se arrepende do que fez. “Faria de novo. Eu acho que estou certa. Só me defendi”, diz ela, que afirmou nunca ter recebido um pedido de desculpas de Tati Minerato. “Nunca nos falamos.”

Apesar de ter sido cortada do desfile, Teruel diz que não guarda mágoas da escola e que, apesar de triste, concordou com a punição. “Fui comunicada pelo presidente. Eu esperava que isso acontecesse porque sou mãe, tenho dois filhos e também os corrijo quando fazem arte", compara.

"Claro que fiquei chateada, mas não guardo mágoa. Ontem mesmo fui no barracão. Não estou assistindo [ao desfile] porque vou desfilar na mesma hora, mas são 14 anos. Mas tudo na vida é aprendizado”, disse.

Apesar disso, ela desconversa se voltaria a desfilar pela agremiação caso fosse convidada. “Não sei, na verdade. Quero viver o hoje.”

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem