Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Celebridades

Julgamento Johnny Depp x Amber Heard tem dia explosivo antes de alegações finais

Atriz presta novo depoimento, chora, e diz sofrer ameaças de morte diariamente

Atriz Amber Heard  segura o casaco ao deixar o tribunal
Amber Heard presta seu último depoimento antes das considerações finais dos advogados - AFP
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

A novela da vida real que vem sendo transmitida pela TV americana (e pelas redes sociais, onde bate recordes de engajamento) está chegando ao fim - e teve um de seus capítulos mais explosivos nesta quinta-feira (26), no tribunal de Fairfax, na Virgínia.

A pedido de seus advogados, Amber Heard voltou ao banco de testemunhas para dar o que pareceu ser sua cartada final: um último depoimento, no qual contou que vem sendo "assediada, humilhada e ameaçada de morte" diariamente desde o início do julgamento do processo de difamação movido pelo seu ex-marido, Johnny Depp, no dia 12 de abril.

Seu depoimento desta vez veio com uma carga dramática maior. A atriz chorou de soluçar (com direito a lágrimas, até então inéditas). "Querem me matar e me dizem isso todos os dias", disse Amber. "As pessoas querem colocar meu bebê no micro-ondas", afirmou ela, mãe de uma menina de pouco mais de um ano, concebida através de uma barriga de aluguel, o que é permitido nos Estados Unidos.

Um dia antes das alegações finais das defesas, marcadas para esta sexta-feira (27), Amber também disse que Depp sabe tirar proveito do poder que ele exerce sobre as pessoas. "Depp é um homem muito poderoso e as pessoas adoram bajular homens poderosos". Mais: seu ex-marido teria prometido não medir esforços para prejudicá-la profissionalmente.

"Ele disse que iria arruinar a minha carreira", afirmou Heard, enquanto olhava para o painel. "Ele prometeu humilhação global", continuou. Em um determinado momento, a atriz e a advogada de Depp, Camille Vasquez (agora uma celebridade), chegaram a bater boca.

O clima ficou tenso também entre as pessoas que acompanhavam o depoimento. Elas começaram a se manifestar, falando alto, o que irritou a juíza Penney Azcarate. Ela decidiu encerrar o caso e não quis chamar mais nenhuma testemunha depois de Amber. Encerrou mais cedo o expediente.

Nesta sexta-feira, cada lado terá duas horas para fazer seus argumentos finais. O que tinha de ser provado, ou foi provado até esta quinta-feira (26), ou não será mais. O veredito final do julgamento que vem atraindo todos os holofotes midiáticos está previsto para sair na semana que vem.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem