Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Celebridades

Amber x Depp: Irmã de atriz diz que foi agredida pelo ex-cunhado

Whitney Henriquez o acusa de 'controlador' e diz que ele tinha ataques de fúria

Mulher de blazer branco se expressa com as duas mãos
Irmã de Amber Heard, Whitney Henriquez acusa Johnny Depp de ser 'um homem controlador' - AFP
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

O julgamento por difamação movido por Johnny Depp contra sua ex-mulher e também atriz Amber Heard ganhou mais uma personagem polêmica nesta quarta-feira (18). A irmã mais nova de Amber, Whitney Henriquez, foi uma das testemunhas que prestaram depoimento em Fairfax, na Virgínia, Estados Unidos, e revelou detalhes sobre a relação conturbada do ex-casal.

Ao ser questionada sobre o uso de drogas de Depp, Whitney contou que quando estava com a irmã e o ex-cunhado viu Johnny Depp "consumir uma sacola ziplock cheia de pílulas".

A irmã de Amber relatou também que no início da relação os dois pareciam estar muito apaixonados, mas, aos poucos, o ator foi se revelando um homem controlador. "Começou com piadas leves sobre as roupas que ela deveria ou não vestir. Só que isso foi ficando mais intenso e Amber passou a ter um estilo mais conservador", lembrou Whitney, acrescentando que os dois tiveram o mesmo stylist por um tempo, e ele passou a controlar ainda mais o que ela usaria nos eventos.

Whitney ainda destacou que sempre quando o ex-casal brigava, algum dispositivo eletrônico de Amber Heard acabava sendo espatifado por Depp. Ataques de fúria seriam frequentes e, por causa deles, a atriz teria perdido "um celular, um tablet e laptop".

Johnny, segundo a ex-cunhada, era ciumento e possessivo. Desconfiava de "qualquer coisa" no celular da sua irmã, e ela acabou sendo envolvida em uma briga entre os dois na cobertura do ex-casal, em Los Angeles. Segundo Whitney, ela teria sido acordada pela irmã no meio da madrugada. Amber acusava Johnny de traição e os dois trocavam ofensas como "saco de lixo usado" e "velho e gordo".

Os ânimos ficaram ainda mais exaltados e Whitney alegou ter sido agredida nas costas por Depp ao tentar acalmar a situação. Amber Heard tomou partido e deu um murro no ex-marido: "Não machuque a minha irmã, porra". Ele reagiu: "Pegou a Amber pelo cabelo e bateu nela várias vezes".

Whitney disse que saiu da cobertura logo em seguida e um acordo pelo seu silêncio lhe foi proposto pelo advogado do ator. Ela contou que não quis assinar e ainda acabou sendo acusada logo depois por Depp de vender histórias à imprensa, o que ela nega.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem