Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Celebridades

Sabrina Sato compara vida com o marido a confinamento

Apresentadora diz que Duda Nagle é idoso de 100 anos no corpo de um gostoso

A apresentadora Sabrina Sato - Divulgação
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Sabrina Sato, 41, comparou o casamento com o marido, o ator Duda Nagle, 38, a um confinamento parecido com o do Big Brother Brasil. Em entrevista a Pedro Bial (Globo), na madrugada desta quinta (7), ela disse que gosta de sair e ver gente enquanto o marido fica feliz sozinho com wi fi e churrasco.

"Ele fica de boa sem ninguém, estudando, ouvindo audiobook. Ele é um senhor de 100 anos no corpo de um gostoso", disse.

A apresentadora confirmou para Bial que Duda é muito paciente, mas brincou que não por conviver com ela e sim por aguentar a mãe, a jornalista Leda Nagle, 71.

Duda Nagle com Sabrina Sato e a filha Zoe - Instagram/sabrinasato

"Passamos por um momento difícil", ela contou, mais séria. Segundo Sabrina, o problema foi após o auge da pandemia, por ela ter jeito festeiro e estar sempre rodeada de pessoas e ele ser mais tranquilo.

"Eu tenho espírito de 18, 20 anos e ele quer ficar na paz, tranquilo", contou.

Os dois estão se acertando com a ajuda de terapia. A apresentadora confirmou que pensou em separação e, na primeira sessão com a psicóloga, chorou de preocupação sobre como seria a reação de Zoe, a filha de 3 anos do casal.

A filha, aliás, foi um dos temas da entrevista. A apresentadora explicou para Bial que tem déficit de atenção, diagnosticado na infância, e que "viaja" igual o surfista Pedro Scooby, um dos participantes do BBB 22.

Para driblar isso, a filha a chama pelo nome inteiro quando ela está distraída. "A Zoe fala: mamãe, mamãe, Sabrina Sato!", contou.

Sobre Zoe, Sabrina disse que a criança já fala inglês melhor que ela e quer proporcionar muito conhecimento e poder de decisão a ela. "Ela vai me deixar para trás", afirmou. "Quero que ela aprenda bastante, que tenha escolhas, que seja livre".

Ainda sobre a família, Sabrina destacou a importância da irmã, Karina Sato, em sua carreira e lembrou do jeito despachado da avó, Luiza. Segundo ela, a avó acolhia amigos com HIV, recebia moradores de rua em casa, fazia piadas como Dercy Gonçalves e tinha uma "rola" embaixo do avental para divertir os netos.

Ela e Bial lembraram cenas do BBB 3, apresentado por ele e com Sabrina como uma das protagonistas. "Eu era uma menina. Era muito pura, totalmente ingênua", disse.

Sabrina saiu do reality apaixonada por Dhomini, o vencedor da edição, e pensou em mudar com ela para Goiânia. Dhomini, no entanto, terminou o relacionamento e ela deu continuidade à carreira.

No programa Pânico, em que era um dos destaques, afirmou ter aproveitado o rótulo de burra e gostosa. "Mas também machucava", revelou. Segundo Sabrina, é difícil mudar esse tipo de rótulo na cabeça das pessoas.

Em nova fase, é agora uma das apresentadoras do programa Saia Justa, do GNT, ao lado de Astrid Fontenelle, Larissa Luz e Luana Xavier na nova temporada, que estreou no dia 30 de março. No GNT, Sabrina também vai apresentar o Desapega e terá um reality sobre o seu dia a dia no Carnaval.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem