Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Celebridades

Não é bem assim: Apesar de negar, Deborah Secco malhou nos últimos cinco anos

Atriz afirmou que, pouco tempo após nascimento de sua filha, parou de treinar

Deborah Secco malhando em janeiro e setembro de 2020, e em setembro de 2019 - Instagram/dedesecco
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

A atriz Deborah Secco, 42, afirmou recentemente que após o nascimento de sua filha, Maria Flor, 6, decidiu se afastar da rotina de treinos na academia. "Não malho de verdade acho que há uns cinco anos", afirmou ela. Porém, fotos e vídeos em seu perfil do Instagram mostram o contrário.

Ao longo da linha do tempo do perfil da artista, é possível ver registros de treinos no ano de 2020. Nos registros, ela aparece dividindo momentos até com a filha e mostrando disposição com os exercícios. Também é possível ver registros de 2019, da atriz dividindo exercícios com o marido, Hugo Moura.

"Deborah Secco aos 40 biscoitando na sua timeline", escreveu ela em uma publicação de agosto de 2020. "Começando a segunda-feira com força total. Amo malhar assim", disse em outra, de janeiro do mesmo ano, em que aparece com Maria Flor na academia.

Na entrevista feita no canal de Matheus Mazzafera no YouTube, ela diz que "malhei um ano depois que minha filha nasceu –nem isso, seis meses– e parei de malhar". A atriz também afirmou que não faz dieta, e que sua genética é "abençoada".

"Eu como de tudo e tenho paladar infantil. Almoço geralmente batata frita, arroz, feijão, farofa, bife... Amo comer doce", disse, acrescentando que se vê como um "péssimo exemplo" para a filha de seis anos, Maria Flor, e que sua cota de fast-food é uma vez por mês.

Secco diz que até tentou voltar a treinar por causa da saúde, mas sem sucesso. "Não consigo mais. Agora já estou achando que fico mais bonita quando não malho".

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem