Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Celebridades
Descrição de chapéu oriente médio

Sem esquecer Ucrânia, Angelina Jolie fala em guerra no Iêmen: 'Não podemos ser seletivos'

Atriz viajou ao país para ajudar refugiados que 'precisam desesperadamente de paz'

Angelina Jolie em visita a Lahej, no Iêmen
Angelina Jolie em visita a Lahej, no Iêmen - Fawaz Salman/Reuters
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Angelina Jolie, 46, publicou um vídeo em seu Instagram neste domingo (6) afirmando estar na cidade de Aden, no Iêmen, para ajudar famílias e refugiados da ONU.

"Enquanto continuamos a assistir aos horrores que se desenrolam na Ucrânia e pedimos o fim imediato do conflito e o acesso humanitário, estou aqui no Iêmen para apoiar as pessoas que também precisam desesperadamente de paz", escreveu ela na publicação.

"A situação aqui é uma das piores crises humanitárias do mundo, com um civil morto ou ferido a cada hora em 2022. Uma economia devastada pela guerra e mais de 20 milhões de ieminis dependendo da assistência humanitária para sobreviver", acrescentou.

A atriz, que atua como enviada especial do Alto Comissariado da ONU para Refugiados (ACNUR), enfatizou que todas as vítimas merecem apoio. ​

"Esta semana, um milhão de pessoas foram forçadas a fugir da horrível guerra na Ucrânia. Se aprendemos alguma coisa com essa situação chocante, é que não podemos ser seletivos sobre quem merece apoio e cujos direitos defendemos. Todos merecem a mesma compaixão", disse ela. "As vidas das vítimas civis de conflitos em todos os lugares têm o mesmo valor. Após sete anos de guerra, o povo do Iêmen também precisa de proteção, apoio e, acima de tudo, paz."

O Iêmen sofre com uma guerra civil desde 2014, quando os rebeldes houthis, apoiados pelo Irã, assumiram o controle da capital, Sanaa, e grande parte do norte do país, forçando o governo a fugir para o sul e depois para a Arábia Saudita.

Politicamente ativa em suas redes sociais, Jolie também já fez uma série de publicações referentes à invasão na Ucrânia, demonstrando apoio às vítimas e refugiados e pedindo pelo fim da guerra.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem