Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Celebridades

Chico Pinheiro, Rogério Flausino e famosos celebram título do Atlético Mineiro

Galo foi novamente campeão da competição após 50 anos

O jornalista Chico Pinheiro é atleticano
O jornalista Chico Pinheiro é atleticano - Reprodução
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

O Atlético Mineiro celebrou na noite desta quinta-feira (2) o segundo título do Campeonato Brasileiro após 50 anos. E alguns famosos torcedores ilustres do Galo resolveram demonstrar sua felicidade com o troféu.

O cantor Rogério Flausino publicou uma imagem comemorativa em suas redes sociais e também a festa da torcida. O ator Daniel de Oliveira postou trecho de falas em homenagem ao time do coração. "O que acontece com o GALO não se resume ao título de campeão. Estamos imersos em puro ritual."

A apresentadora Fernanda Keulla publicou uma foto usando a camisa do clube e celebrou. O rapper mineiro Djonga chamou os jogadores do clube de "fortes e vingadores" em referência a trecho do hino.

Sheilla Castro, jogadora de vôlei da seleção, também se divertiu com o título do Galo no Instagram. Chico Pinheiro publicou vídeo com as medalhas no peito. Já na manhã desta sexta-feira (3), fez a festa no estúdio do Bom Dia Brasil com direito até a capinha de celular comemorativa e um galo que faz barulho.

Ele também conversou com Felipe Andreoli e Ana Maria Braga e revelou vestir por baixo do terno a camisa do Galo. A imagem dele tirando a roupa ao vivo divertiu a internet.

Com uma campanha histórica, a equipe mineira ficou com a taça após vencer o Bahia por 3 a 2, em Salvador, com uma virada impressionante, depois que o time baiano chegou a abrir dois gols de vantagem.

Na Fonte Nova, todos os gols saíram já no segundo tempo. E a virada atleticana começou a ser construída com um gol do artilheiro Hulk, aos 27 minutos, de pênalti. Depois, Keno marcou duas vezes, aos 28 e aos 32 minutos, para delírio dos atleticanos.

"Sou um torcedor também, não só jogador. Temos que festejar, 50 anos é muita coisa. Lutamos bastante, agora é só festejar", vibrou o artilheiro da noite.

Hulk, que despontou para o futebol no Vitória, ficou feliz por selar a conquista na Bahia. "Poder voltar aqui em Salvador, onde comecei e poder comemorar um título dessa grandeza... Quando mandaram a foto do troféu ontem [quarta], olhei à volta e falei que esse troféu tem tudo a ver com a gente", afirmou.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem