Celebridades

Ex-empresário divulga áudios de Britney Spears pedindo o fim da tutela

Mensagens teriam sido gravadas há mais de 10 anos

A cantora Britney Spears - Instagram/britneyspears
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

O ex-empresário da cantora Britney Spears, 39, Sam Lufti, 46, divulgou antigas mensagens em áudio da artista que provam que ela está lutando pelo fim de sua tutela há mais de uma década. "Eles foram deixados no meu telefone", disse Lutfi ao Page Six.

O ex-confidente da cantora afirmou que já havia vazado os áudios anteriormente, mas que ganharam visibilidade agora pelo movimento #FreeBritney. Ele disse que administrou a artista entre os anos de 2007 e 2008.

Anteriormente, Lutfi foi culpado pela família de Britney pelo seu colapso em 2007. Agora, ele publicou as mensagens em quatro publicações feitas em seu Instagram. O primeiro vídeo mostra uma foto da estrela do pop segurando seu filho, Sean Preston. No áudio a cantora é ouvida dizendo: "Eu quero sair desta tutela".

No áudio de 2009, ela continuou: "Fui chantageada por visitas de meus bebês pela tutela. Estou confinada, restringida e despojada de meus direitos civis. E exijo que o estado da Califórnia analise este caso porque considero que é ilegal. Tchau".

Em outro registro, ela pede para ser representada por alguém de sua escolha, ao invés de seu pai, Jamie Spears. "Olá, aqui é Britney Spears. Quero que John Eardley e John Patterson me representem como advogados nomeados pelo tribunal em meus melhores interesses e melhores votos. Ok, tchau."

Recentemente, a ação da cantora teve um avanço importante no processo para substituir seu pai, Jamie Spears, 69, em sua tutela. Matthew Rosengart, novo advogado da artista, conseguiu adiantar a audiência para sancionar um novo tutor.

Segundo o The Sun, a audiência agora será dia 29 de setembro, e antes a situação legal de Spears sobre os bens da filha não seriam discutidos até dezembro, mas Rosengart trabalhou "agressivamente" para conseguir isso.

"Esta é considerada uma grande vitória para Britney, sua equipe e a audiência será um grande dia para ela", disse uma fonte próxima da cantora para a imprensa internacional. Após o avanço na ação, o advogado falou e agradeceu à cantora por sua coragem e firmeza.

"Quero agradecer a seus fãs que a apoiaram nas redes sociais e em todo o mundo. Ela merece e agradece. Menos de duas semanas atrás prometemos que, após 13 anos de status quo, minha empresa e eu agiríamos de forma agressiva e expedita para apresentar uma petição para suspender e remover James P. Spears", disse.

"Agora é uma questão de registro público e hoje no tribunal, anunciei à juíza Penny que o fizemos em menos de duas semanas. Estamos ansiosos para litigar da forma em tribunal", concluiu. Na ação desta segunda-feira (26), a artista e seus advogados pediram através de documentos judiciais que um novo profissional, chamado Jason Rubin, fosse nomeado como responsável na tutela.

Segundo os documentos, Rubin teria "toda autoridade financeira para administrar o patrimônio da cantora". Além disso, o veículo afirma que ele também poderia tomar decisões sobre cuidados de saúde e administras bens imóveis da artista.

No entanto, esses documentos podem entrar em conflito com Jodi Montgomery, que atualmente é responsável por tomar as decisões pessoais de Britney. Os documentos também afirmam que Rubin pode processar ordens de restrição de assédio civil, que parecem ser dirigidas ao pai da artista.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem