Celebridades

MC Kevin morre após cair de prédio no Rio

Informação foi confirmada pela secretaria de saúde

MC Kevin cai de hotel no Rio de Janeiro - Instagram/mc_kevinof
São Paulo

O funkeiro Kevin Nascimento Bueno, 23, conhecido como MC Kevin, morreu após cair do 5º andar de um hotel na orla da Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio de Janeiro, no início da noite deste domingo (16). A informação foi confirmada ao F5 pela secretaria de saúde da cidade. Inicialmente, o Corpo de Bombeiros havia falado que era o 11º andar.

O Corpo de Bombeiros informou que recebeu uma ocorrência por volta das 18h15. De acordo com a corporação do quartel da Barra da Tijuca, o cantor foi levado para o hospital Miguel Couto, na Gávea, zona sul da cidade, em "situação vermelha, ou seja, grave", mas não resistiu aos ferimentos, morrendo pouco tempo depois de dar entrada no pronto socorro.

"Infelizmente, o paciente Kevin Bueno não resistiu e faleceu", diz nota, enviada pela secretaria municipal de saúde do Rio de Janeiro, ao F5. Informações preliminares apontam que o cantor teria caído da sacada do hotel, mas as causas do acidente ainda serão investigadas.

Antes da morte do artista, Jonathan Groscove, que faz parte da assessoria de MC Kevin, confirmou a informação do acidente envolvendo o cantor no Instagram. "Queria informar que, sim, ele sofreu um acidente, mas não temos informações sobre o que e como aconteceu". Na ocasião, ele pediu para que as pessoas não propagassem notícias inverídicas.

"Qualquer informação que recebermos, vamos notificar no Instagram oficial dele. A única coisa que peço é muita oração para que tudo dê certo. Não acreditem em outras páginas que não seja a dele", reafirmou Groscove, dizendo que a família do artista estava ciente da orientação.

REPERCUSSÃO

Algum tempo depois da confirmação da morte de Kevin, o assessor voltou às redes sociais para lamentar o ocorrido. "Que tristeza! Nesse instante me faltam palavras pra descrever a imensa e irreparável dor e vazio que estou sentindo", iniciou Groscove, que teceu uma lista de agradecimentos ao funkeiro.

"Obrigado por me fazer sentir especial. Obrigado por me valorizar como profissional. Obrigado por me compartilhar suas melhores ideias. [...] Obrigado pela oportunidade de ter me aproximado dos seus amigos, da sua família, e de tudo de mais especial que esteve próximo a você. Obrigado por ser meu amigo.Você sempre vai estar no meu coração", escreveu.

MC Kevin publicou em seu stories nesta madrugada um vídeo em que mostrava estar no hotel antes de ir para um show, acompanhado da mulher, a advogada Deolane Bezerra, com quem se casou no fim de abril, no México. Ela usou as redes sociais para se despedir do marido.

"Você é e sempre será o amor da minha vida. O amor mais lindo que tive. O homem que mais me amou e me admirou! Vai com Deus meu menino. Eu sempre vou te amar", publicou Bezerra. A mensagem acompanha uma foto da cerimônia —os dois vestidos de branco.

"Luto no funk! Sem palavras", escreveu Sonia Abrão em seu perfil no Instagram. Artistas como Adriane Galisteu e Simone do Fat Family também se solidarizaram nos comentários da apresentadora.

"Nos falamos há poucos meses por vídeo. O assunto era música, saúde física, mental e espiritual. Parabenizei pela dedicação nos treinos e por sua mudança na alimentação. Falamos sobre ansiedade e seus derivados. Conheci o MC Kevin no início da carreira e ele sempre teve muito amor pelo seu trabalho. Muleque de origem humilde que queria dar o melhor para sua família. Que Jesus Cristo te acolha irmãozinho e sustente todos aqueles que te amam", escreveu Lucas Lucco.

"Triste com a morte trágica do MC Kevin, aos 23 anos. Conheci ele em 2020. Jogamos bola juntos, num time organizado pelo Dexter, e depois batemos um papo sobre a vida. Um jovem aberto, com um futuro todo pela frente. Minha solidariedade à família e amigos. Vá em paz, Kevin!", escreveu Guilherme Boulos (PSOL).

CARREIRA

Conhecido por sucessos como "Cavalo de Troia", "Favelado Vencedor" e "O Menino Encantou a Quebrada", Kevin contava com 8,6 milhões de seguidores no instagram e 537 mil no YouTube. O artista já fez parcerias com outros artistas do gênero como MC Guimê e Igu.

Nascido na Vila Ede, bairro da zona norte de São Paulo lançou o último álbum "Fênix", recentemente.

Pouco mais de um mês antes de morrer, MC Kevin lançou a faixa "Minha Última Música". A letra, que trata de alguém que trocou o crime pela música e que "vê o melhor da vida sempre andando pra frente" traz também momentos melancólicos. Em um trecho a canção fala sobre "parar", "dar um tempo" para repensar a vida.

"Eu tô cansado de cantar, vou dar um tempo. Eu posso parar. Depois eu volto pro funk. Joga o tapete vermelho pra eu passar. Vou ficar um tempo distante, paz. Na minha vida, eu tô cansado de inveja. Eu vou aproveitar pra gastar meus milhões bem longe. Tô só pedindo um tempo pra minha vida repensar
É hora do descanso do gigante. É que a liberdade, tá f*** a realidade, vê que o mundo tá acabando", diz a música.

POLÊMICAS

Kevin não era conhecido apenas por seu trabalho artístico, mas também por se envolver em confusões. Em janeiro, ele virou um dos assuntos mais comentados nas redes sociais após fazer uma série de vídeos no Instagram afirmando que "agora tudo é machismo" e minimizando situações de assédio.

Ele foi muito criticado ao insinuar que a culpa é das mulheres pelos comentários ofensivos masculinos em fotos sensuais. "Fica tudo de bundinha para fora nos Stories do Instagram, e é claro que vai ter homem que vai elogiar, sim, porque se vocês fazem isso é para elogiar. Agora não é porque fez um elogio, um bagulho que é machista ou 'Ai, você é ridículo'. Aí não dá", afirmou à época.

Em seguida, ele sugeriu que as mulheres postem imagens na igreja. "Então para de postar fotinho de bumbum para o alto. Começa a postar foto de igreja com Bíblia na mão, com aquelas roupas de freira, faça isso. Agora não vem falar que qualquer homem é machista ", disse.

Já em maio de 2020, no auge da pandemida do coronavírus, Kevin, se envolveu em mais uma polêmica, após furar o isolamento social. Dessa vez, ele trocou farpas com a também funkeira Lady Chokey, que acabou acusando o músico de homofobia e disse que tomaria medidas cabíveis contra ele.

No início da semana anterior ao fato, Kevin confirmou que teve resultado positivo para Covid-19 e se desculpou por não manter o isolamento social. “Errei, errei mais feio ainda por não ter contido esse meu desejo de liberdade, natural em qualquer jovem da minha idade e expor as pessoas a minha volta”, afirmou.

A atitude do funkeiro foi criticada por Lady Chokey, que o chamou de “moleque”, e o acusou de homofobia por se referir a ela no masculino. “Não é porque você é amigo de Matheus Mazzafera que você deixa de ser homofóbico, transfóbico. Isso é um discurso totalmente ridículo, passado, batido.”

“Esse é um discurso velho para justificar o que não tem justificativa. Você falou o que quis e eu vou tomar as medidas necessárias, cabíveis por sua atitude. Por que você é um moleque, vai ser moleque na frente do juiz”, completou a funkeira.

Em meados de 2019 foi detido por consumo de drogas junto com Hariel Bernardo Ribeiro, o MC Hariel, em um hotel em Belo Horizonte. Na ocasião, as autoridades informaram ao UOL que eles estavam em um quarto de hotel com tabletes de maconha.

Hóspedes teriam sentido forte cheiro da erva e acionaram a polícia. Kevin publicou um vídeo enquanto estava na viatura da polícia a caminho da delegacia, mas apagou de sua conta. Nas imagens, ele aparece ao lado do amigo dando risada da situação. "Um dia vou ver esse vídeo e cascar o bico", diz.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem