Celebridades
Descrição de chapéu família real britânica

'Meghan tem provas de tudo o que disse para Oprah', diz apresentadora

Gayle King, amiga da duquesa, afirma que Harry e William conversaram

Harry e Meghan são entrevistados por Oprah - Joe Pugliese via Reuters
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

A apresentadora Gayle King disse que Meghan Markle tem provas sobre tudo que afirmou na entrevista bombástica que concedeu para Oprah Winfrey, e que foi exibida no dia 7 de março, nos Estados Unidos.

"Meghan tem documentos para apoiar tudo o que ela disse na entrevista de Oprah. Tudo", afirmou King no programa CBS This Morning, desta terça (16). A apresentadora é amiga da duquesa.

Na entrevista, Meghan e o príncipe Harry esmiuçaram suas vidas como parte da realeza britânica, relatando os motivos que os levaram a se desligarem dela em janeiro do ano passado.

Um dos atritos envolve o primeiro filho do casal, Archie, nascido em 2019. Meghan afirmou que havia "preocupações e conversas sobre o quão escura a sua pele seria quando nascesse”. Segundo a duquesa, a família mantinha essas conversas com Harry, que as relatava a Meghan —ela não revelou os envolvidos.

A declaração de King reforça afirmação dada anteriormente por outra amiga de Meghan, Janina Gavankar. Ao programa britânico This Morning na semana passada, Gavankar disse que "há muitos emails e mensagens de texto" que comprovam o que o casal falou para Oprah.

CONVERSA ENTRE IRMÃOS

Gayle King também revelou que falou com o casal no fim de semana e que uma conversa entre os príncipes Harry e William aconteceu.

"É verdade, Harry conversou com seu irmão e ele conversou com seu pai também, e a palavra que me deram foi que essas conversas não foram produtivas, mas eles estão felizes por pelo menos terem iniciado uma conversa", disse. O gabinete de William no Palácio de Kensington não comentou a fala de King.

A entrevista de Harry e Meghan mergulhou a monarquia britânica em sua maior crise desde a morte da princesa Diana, mãe de William e Harry, em 1997.

A entrevista aconteceu após o Palácio de Buckingham dizer que estava investigando acusações de intimidação feitas contra Meghan por assessores, antes dela e Harry abrirem mão de seus papéis reais e se mudarem para a Califórnia, no ano passado.

A Rainha Elizabeth, 94, disse que a realeza ficou triste pelas experiências desafiadoras as quais passaram seu neto Harry e a esposa.

"As questões levantadas, particularmente as de raça, são preocupantes. Embora algumas lembranças possam variar, elas são levadas muito a sério e serão tratadas pela família privadamente", disse o Palácio de Buckingham em um comunicado de 9 de março.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem