Celebridades
Descrição de chapéu series

Meghan Markle falará sobre racismo em entrevista para Oprah Winfrey

Casal dará versão sobre o que aconteceu na família real britânica

Príncipe Harry e Meghan Markle - AFP
AFP

Na entrevista televisionada que será transmitida nos Estados Unidos neste domingo (7), o príncipe Harry e sua esposa, Meghan Markle, darão sua “versão” do que aconteceu na família real britânica, diz Omid Scobie, coautor do livro “Finding Freedom” sobre o casal, ao responder às perguntas da AFP. O que esperar da entrevista do casal?

“Já ouvimos Harry falar abertamente sobre sua saúde mental e acho que esta será realmente a primeira vez que Meghan terá a oportunidade de falar sobre sua própria experiência. Acho que uma das questões que a Duquesa abordará em sua entrevista com Oprah é o racismo e como isso influenciou quando ela era um membro ativo da família real, seja em alguns jornais do Reino Unido ou nas redes sociais”, diz

“E acho que muitas dessas histórias darão contexto ao trabalho que farão com sua fundação, Archewell. (…) Essa batalha contra a desinformação e a agressão na internet (…) realmente vem de suas experiências como membros ativos da família real”, completa.

Criticarão a família real? “Acho que o lado mais negativo de sua experiência como membros ativos da família real é, acima de tudo, o relacionamento com a imprensa britânica. Mas também acho que vamos ouvi-los falar com franqueza sobre os problemas que enfrentaram dentro da instituição monárquica. Mas deve-se notar que esta é uma questão diferente da sua relação com os membros da família real e, apesar da reação histérica de alguns no Palácio de Buckingham neste momento, acho que eles falarão gentilmente sobre a relação próxima que têm com a rainha e o príncipe Phillip”, comenta.

“No final do dia, Harry e Meghan querem começar o próximo capítulo com uma nota positiva. Eles não levaram o negativo e os problemas do passado. Esta será uma oportunidade para eles darem sua versão da história. E já que os jornalistas, inclusive eu, passamos os últimos três anos falando sobre esse assunto, parece justo que eles tenham duas horas para fazer o mesmo”, afirma Omid.

Como será visto no Reino Unido? “Não acho que isso vá mudar a opinião de quem não é fã do casal, especialmente no Reino Unido. As pessoas já tomaram partido. Mas acho que (pode afetar) quem não tem certeza do que o casal realmente enfrentou”, revela.

“Porque ouvimos sobre a infelicidade que experimentaram ou as dificuldades de prosperar como membros ativos da família real. Mas nem todo mundo sabe exatamente por que foi esse o caso. Então, acho que as pessoas sairão pelo menos um pouco mais esclarecidas, mesmo que isso não mude completamente a opinião delas sobre o casal. No Reino Unido, a opinião é muito dividida sobre eles”, conclui.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem