Celebridades

Jesuíta Barbosa tem conta desativada em rede social após publicar fotos nuas

Ator exibiu partes íntimas de seu corpo e chegou aos trend topics do Twitter

Jesuita Barbosa - Instagram/jesuitabarbosa
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

O ator Jesuíta Barbosa, 29, publicou nesta quarta-feira (17) uma série de fotos mostrando o corpo nu no perfil do seu Instagram, nos Stories, e exibiu partes íntimas. Os seguidores ficaram surpresos com a ousadia do artista, que teve seu perfil desativado pela rede social.

Nos registros, o ator mostra parte do peitoral, sua virilha e também seu bumbum. Cada imagem possuia uma legenda específica, como, por exemplo, na imagem em que exibiu a virilha e parte da coxa, o pernambucano escreveu "Púbis".

A outra imagem, que mostrava seu abdômen foi intitulada como "Antebraço". A terceira foto, que exibia o peitoral recebeu a legenda de "Comunidade", e a última, e mais ousada, foi chamada de "Diretriz". O nome do artista chegou aos trend topics do Twitter após as publicações.

O ator já havia publicado uma foto de um recente ensaio fotográfico, em que ele aparece em pé em uma cama, apenas com uma boina e um cigarro. "Nem toda nudez será castigada", escreveu Barbosa na legenda da foto.

Segundo o perfil administrado por fãs do ator, @livejesuita, a irmã do artista, Maria Rebeca, confirmou que a conta do ator foi desativada. "Daqui 30 dias ele volta", escreveu ela em uma mensagem privada. O fato retomou a discussão sobre o que o Instagram classifica como inapropriado.

A rede social possui diretrizes em relação à nudez, que proíbem a publicação de genitais, close-ups de nádegas totalmente expostas e mamilos femininos. O ator já esteve em novelas como "Verão 90" (2019, Globo) e "Onde Nascem os Fortes" (2018, Globo).

Procurado pelo F5, o Instagram afirmou que as Diretrizes da Comunidade e Termos de Uso detalham quais tipos de conteúdo não são permitidos e podem ser removidos do Instagram. "Isso inclui fotos, vídeos e alguns conteúdos criados digitalmente que mostrem relações sexuais, genitais e imagens próximas de nádegas totalmente expostas", diz a empresa em nota.

"Queremos que o Instagram seja um lugar onde as pessoas possam se expressar, mas também temos a responsabilidade de mantê-las seguras", avalia o texto. "Por isso nos esforçamos para escrever políticas que equilibrem liberdade de expressão e a segurança dentro da nossa plataforma."

"Mais de um bilhão de pessoas no mundo inteiro usam o Instagram todos os meses, e sabemos que encontrar esse equilíbrio será sempre desafiador", prossegue. "Estamos constantemente reavaliando nossas políticas e trabalhando com especialistas para garantir que estejamos no caminho certo.”

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem