Celebridades

Em defesa da comunidade LGBTQ, Jesuíta Barbosa assume sexualidade: 'Sou viado'

Ator declarou também que a discussão sobre o assunto ainda está 'num lugar muito retrógrado'

Jesuíta Barbosa na pré-estreia do filme "Malasartes e o Duelo Com a Morte"
Jesuíta Barbosa na pré-estreia do filme "Malasartes e o Duelo Com a Morte" - Marcus Leoni/Folhapress
São Paulo

Capa da Vogue Digital de agosto, Jesuíta Barbosa, 28, se assumiu homossexual durante entrevista para a publicação. O ator disse ainda que acredita que definir sua sexualidade é algo limitador, mas que o faria se somasse para a causa LGBTQ: "pode escrever aí, por favor: sou viado". 

O artista já interpretou personagens dos mais diversos em relação ao gênero e sexualidade. Foi com o militar homossexual de "Tatuagem" que ganhou seu primeiro prêmio, o Troféu Redentor de Melhor Ator no Festival do Rio 2013. 

Na televisão, viveu Ramirinho, em "Onde Nascem os Fortes" da Rede Globo. Filho de um juiz linha-dura, o personagem esconde sua outra identidade, a aclamada cantora drag queen Shakira do Sertão. Segundo ele, "Experimentar o feminino como transgressão me ajudou a crescer como ser humano". 

 

Mas o ator afirma que não gosta da ideia de limitar sua sexualidade. "Nunca falaria de sexualidade abertamente se não fosse como provocação ou para abrir possibilidades. Nossa tentativa de discutir essas questões está num lugar muito retrógrado ainda. Acho, por exemplo, a ideia de me colocar como viado ou hétero limitadora, são como duas caixas pré definidas”, disse. 

O global já apoiou a causa publicamente em outros momentos. No carnaval deste ano, apareceu de batom e cílios postiços e foi elogiado por celebridades como Bruna Marquezine e Cauã Reymond no Instagram. Ainda na rede social, fez coro às reclamações de Linn da Quebrada quando a transexual teve participação vetada na Parada Gay de João Pessoa. 

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias