Celebridades

Kelly Key revela que já sofreu assédio de diretor de TV

Cantora relembrou episódio no programa Altas Horas deste sábado (16)

Kelly Key - Lúcio Luna/Divulgação
São Paulo

A cantora Kelly Key, 37, foi uma das convidadas do Altas Horas deste sábado (16). Em conversa com o apresentador Serginho Groisman, 70, ela disse já ter sido vítima de assédio de um diretor de TV.

Segundo o relato da artista, ela estava vestindo uma calça jeans quando chegou no programa e o diretor pediu para que ela trocasse por uma saia. "Eu tive poucas experiências como essa. Mas já estive na televisão e aconteceu de o diretor receber foto minha, de divulgação, de vestido, e eu chegar no programa de calça jeans, e ele falar: 'Não, eu chamei uma cantora que usa saia'", relembrou.

Ela também fez um desabafo sobre como se sentia diante de situações assim: "Durante muito tempo foi desagradável conviver com isso. Parece que a gente está tendo sempre que provar algo a alguém. Isso te reprime, porque você não dança mais da mesma maneira, não se veste mais como gostaria."

"Mas aí chega a maturidade e você começa a entrar numa vibe de que não precisa mais provar nada para ninguém. Nós, meninas do pop, usamos muito o corpo com a dança, e a sensualidade está no palco. Como o corpo da mulher sempre foi muito sexualizado, as pessoas não achavam de bom tom. Achavam minhas músicas ousadas. Se isso tivesse me afetado, quem seria eu hoje?", acrescentou.

Kelly Key participou remotamente, direto de Portugal, onde está morando com a família.

Estrela do pop nos anos 2000, com o hit "Baba", ela lançou ano passado seu sétimo álbum, "Do Jeito Delas!", com participações de Pocah, MC Rebecca e Preta Gil.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem