Celebridades

Príncipe William celebra que BBC investigue entrevista controversa de Lady Di

Irmão da princesa Diana diz que ela teria sido ludibriada para participar

Lady Di usava moleton como disfarce para frear paparazzi
Lady Di usava moleton como disfarce para frear paparazzi - Reprodução/Instagram
Londres

O príncipe William recebeu com satisfação o início de uma investigação sobre como um jornalista da BBC, acusado de falsificar documentos, obteve a impactante entrevista de 1995 com sua mãe, a princesa Diana, na qual ela relatou a ruptura de seu casamento.

Vista por 22,8 milhões de britânicos, a entrevista de Lady Di ao renomado programa Panorama da BBC, revelou a vida íntima da família real. Ela e o príncipe de Gales, Charles, estavam separados desde 1992 e se divorciaram em 1996.

Vinte e cinco anos depois, o irmão da princesa, o conde Charles Spencer, acusou seu autor, o jornalista Martin Bashir, de ter falsificado documentos para obtê-la. Com essa acusação, a BBC anunciou nesta quarta (18) ter designado o ex-juiz do Supremo Tribunal John Dyson para realizar uma investigação externa.

"Esta investigação independente é um passo na direção certa", afirmou o príncipe William, segundo na linha de sucessão ao trono britânico, em um comunicado divulgado pelo Palácio de Kensington na noite desta quarta (18). "Deve ajudar a estabelecer a verdade, após as ações que levaram à entrevista do Panorama e às decisões tomadas por quem estava na BBC nesse momento", acrescentou.

A princesa Diana, que morreu dois anos depois em um acidente de carro em Paris, explicou no programa que em seu casamento havia "três pessoas", referindo-se à relação do príncipe Charles com Camila Parker Bowles. E admitiu ela mesma ter tido uma aventura.

O conde Spencer afirma que, para obter essa chocante exclusiva, Bashir lhe mostrou extratos bancários –que se revelaram falsos– para provar que os serviços de segurança pagaram duas pessoas para espionar sua irmã. "Se não tivesse visto essas declarações, nunca teria apresentado Bashir à minha irmã", escreveu em uma carta à BBC.

A investigação analisará a conduta de Bashir, a quem esta entrevista impulsionou internacionalmente, e examinará os "supostos registros bancários". Também estudará de perto se a BBC estava ciente de suas ações e se o protegeu conscientemente. O príncipe Charles, herdeiro da coroa, casou-se com Camila em uma discreta cerimônia civil em 2005.

AFP
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem