Celebridades

Eliana conta ter pedido para que marido a deixasse após sofrer aborto espontâneo

Adriano Ricco permaneceu com apresentadora, com quem teve uma filha em 2017

Eliana e o marido, Adriano Ricco - Folhapress
São Paulo

Eliana, 46, disse que pediu para o marido, Adriano Ricco, 42, deixá-la quando sofreu um aborto espontâneo, antes de engravidar da filha, Manuela, 3. "Eu tive um aborto, eu perdi antes da Manu, e eu achei que eu não ia engravidar mais. Até falei para o Adriano na época: 'Olha, eu já tenho quarenta e poucos anos e eu acho que, numa boa, se você quer ser pai, eu diria para você buscar outro caminho, por mais que a gente se ame, tudo e tal... Porque eu acho que não vai rolar', revelou a apresentadora.

Porém, Ricco recusou-se a fazer isso, o que impulsionou Eliana a permanecer na relação "com mais amor ainda", nas palavras dela. "Ele disse que, independentemente de eu poder ou não ter filho, ele me amava e queria seguir comigo. Aquilo me motivou mesmo. Foi muito forte para mim", relembrou a loira, emocionada em bate-papo com Thaís Fersoza, 36, para o canal do YouTube da atriz.

Fersoza destacou que Eliana foi generosa em sua postura. "Mesmo amando, deixar ir às vezes é importante. Naquele momento foi uma decisão difícil para mim, mas: 'se for melhor para você, vai'. E aí ele resolveu ficar, e a gente ficou bem, feliz. Porque acho que, quando você passa por uma perda dessas, ela mexe muito com o emocional do casal. É muito difícil. Não é fácil", disse a apresentadora, segura.

Ela contou que três meses após essa conversa, em uma viagem com a família de ambos, engravidou da filha caçula. Em outubro de 2017, Eliana falou em entrevista a Roberto Cabrini que achou que morreria um dia antes do nascimento da filha. "Tive um surto, um medo", mas tudo acabou bem. A apresentadora também é mãe de Arthur, do casamento com João Marcelo Bôscoli.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem