Celebridades

Protagonista da série bíblica 'Lia', Bruna Pazinato assume homossexualidade

Em vídeo, atriz fala sobre orientação sexual: 'Essa sou eu mesma me permitindo ser livre'

Bruna Pazinato assume homossexualidade
Bruna Pazinato assume homossexualidade - Instagram/bpazinato
São Paulo

Bruna Pazinato, que protagonizou a minissérie evangélica "Lia" e deu vida à Rebeca em "O Rico e Lázaro", ambos na RecordTV, assumiu sua homossexualidade em um vídeo compartilhado em seu Instagram nesta sexta-feira (25). Na carta-aberta, na qual fala sobre as descobertas dos últimos meses ela diz ter se reencontrado e que isso foi "a parte mais linda" de tudo.

"Ser mulher, artista e lésbica em uma sociedade majoritariamente machista é uma luta diária. A gente tem que se provar todos os dias. Eles falam 'desse jeito não vai dar certo', 'vai perder o papel se falar isso'. A gente tenta enfrentar, mas por muitas vezes cede. Cedíamos! No passado, hoje não mais. Inclusive essa deve ser a primeira vez que você me ouve falar ser lésbica abertamente. Já estava na hora né, Brasil?!", disse a atriz, que também é cantora.

Pazinato continuou seu desabafo dizendo que não ter contado as histórias das mulheres que inspiraram seu EP de estreia "Afrodisíaca", lançado em 2019 a fazia sentir que sua arte não foi entregue de forma completa. "A gente se coloca numa redoma, se blinda, a fim de não querer machucar ninguém ou até mesmo não perder o emprego e nessa busca nos machucamos. Na busca de não perder o emprego, perdemos oportunidades únicas que passaram e nem vimos", ponderou

Ela finalizou o relato dando, o que pode ser chamado de grito de liberdade. "Isso é passado! Entendam: isso não é uma saída do armário ou coisa do tipo. Eu nunca estive lá! Essa sou eu mesma me permitindo ser livre, podendo contar e cantar meus amores e paixões de forma inteira. Eu estou aqui. Completa", finalizou a artista.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem